Metrópole Digital abre seleção para 720 vagas em cursos de tecnologia da informação no RN

Seleção é destinada para jovens do Ensino Médio nos pólos de Natal, Mossoró, Caicó, Angicos e Pau dos Ferros. Inscrições ocorrem de 1º a 30 de outubro.
Instituto Metrópole Digital (IMD) — Foto: IMD/Divulgação

O Instituto Metrópole Digital da Universidade Federal do Rio Grande do Norte vai selecionar estudantes de Ensino Médio para 720 vagas em cursos de formação técnica em Tecnologia da Informação (TI). As aulas serão semipresenciais e começam em 2019. Para concorrer, os candidatos podem fazer inscrições a partir de 1º de outubro. Elas seguem abertas até o dia 29 desse mesmo mês.

As vagas são distribuídas entre os polos de Natal, Mossoró, Caicó, Angicos e Pau dos Ferros. Veja o edital aqui. Do número total de vagas, 70% serão destinadas a alunos que tenham cursado o Ensino Fundamental inteiramente em escolas públicas. Dessa porcentagem, metade será reservada aos candidatos com renda familiar igual ou inferior a um salário mínimo e meio.

As inscrições devem ser realizadas unicamente via internet, no site da Comperve. O candidato deve preencher e enviar o formulário de inscrição, além de imprimir a Guia de Recolhimento da União (GRU) e pagar a taxa de inscrição, no valor de R$ 30.

Mais informações no portal G1 RN.

TSE libera participação de Lula em programas de candidatos do PT

Ministros entenderam que proibir ex-presidente de aparecer em peças de campanhas configuraria pena de banimento, o que seria incompatível com a democracia.
Lula durante propaganda eleitoral do Partido dos Trabalhadores veiculada pela internet – 28/08/2018 (YouTube/Reprodução)

Por Estêvão Bertoni, da Veja

Os ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiram, por unanimidade, na noite desta terça-feira, 18, que a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em campanhas de candidatos do PT não configura irregularidade. Pela legislação, apoiadores podem aparecer em propagandas em até um quarto do tempo.

A defesa do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) havia apresentado à Justiça eleitoral uma representação contra a coligação “O Povo Feliz de Novo”, originalmente encabeçada por Lula, mas assumida por Fernando Haddad (PT)após o indeferimento da candidatura do ex-presidente. A campanha do militar reformado alegava que todo o tempo da propaganda veiculada em 6 e 8 de setembro havia sido utilizado para fazer apologia a Lula.

O petista está preso em Curitiba desde abril deste ano, após condenação em segundo grau por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A defesa do ex-presidente afirma que não há provas e que ele tem sido perseguido por setores da Justiça.

Polícia Federal deflagra operações na Prefeitura de Macaíba e outras 11 cidades

Cerca de 117 policiais federais cumpriram 33 mandados de busca e apreensão expedidos pela 14ª. Vara da Justiça Federal. as Operações Guaraíras e Titereiros, tem como objetivo apurar fraudes em licitações promovidas por diversas prefeituras do RN, dentre elas, a de Macaíba.

Do Blog do BG

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (18/9), as Operações Guaraíras e Titereiros, com o objetivo de apurar fraudes em licitações promovidas por diversas prefeituras do RN e, também, atos de desvios de recursos públicos e corrupção.

Cerca de 117 policiais federais cumprem 33 mandados de busca e apreensão expedidos pela 14ª. Vara da Justiça Federal nas cidades de Natal, Parnamirim, Macaíba, Arez, Passagem, Pedra Grande, Lagoa D’anta, Campo Grande, Goianinha, Monte Alegre, Lagoa de Pedras e Currais Novos.

A investigação teve início há dois anos em face de notícia de que um engenheiro civil, já condenado e processado pela Justiça Federal por fraudar licitações e desviar recursos, seguia praticando crimes, sendo confirmadas as suspeitas e identificados dois grupos distintos atuando no Rio Grande do Norte, sempre fraudando licitações, seja para obras de engenharia, seja para o serviço de transporte escolar. Em consequência, houve a necessidade de desmembramento da apuração, razão da das duas operações policiais simultâneas hoje deflagradas.

As diligências realizadas na presente data têm como finalidade reunir provas dos delitos praticados por membros de comissões de licitação, pregoeiros, empresários e secretários municipais, além de se buscar apreender valores desviados. Os investigados responderão pelos crimes de fraude a licitação, peculato e
corrupção.

Não haverá entrevista coletiva.

__________________

*Guaraíras é referência ao nome anterior de Arez, um dos municípios onde ocorreram os crimes.

*Titereiro é aquele que movimenta títeres ou marionetes, tratando-se de referência ao investigado que comanda cinco empresas em nome de “laranjas”, com as quais frauda licitações e desvia recursos públicos.

A candidata da mentira

Como podem chamar de renovação uma pessoa que se alia ao pior deputado do país, Rogério Marinho, inimigo número um dos trabalhadores brasileiros?
Rogério Marinho, Ederlinda Dias e Fernando Cunha

Por Jefferson Lázaro

Em época de campanha, tudo acontece nas terras de Auta de Souza, onde a mentira reina há quase 20 anos, comandada pelos irmãos Cunhas.

A mentira da vez é Ederlinda Dias, mulher de Sérgio Cunhas, dizer nos quatro cantos da cidade que é a candidata de Macaíba.

Como pode ela ser candidata de uma cidade onde nunca morou?

Acho que ela quis dizer que era a candidata de Natal, onde ela mora juntamente com Sérgio Cunha e o prefeito.

Uma segunda mentira é dizer que ela quem reabriu o Hospital Regional de Macaíba, quando todos sabem que o hospital foi reaberto por determinação da Justiça, após ação do Ministério Público.

Outra mentira estapafúrdia que está sendo propagada pelos cargos comissionados é que, por nunca ter exercido um cargo eletivo, ela seria uma renovação para a Assembleia.

Ora, que renovação seria essa se ela está mamando nas tetas do governo desde os anos 2000, quando seu cunhado foi eleito prefeito de Macaíba?

Como podem chamar de renovação uma pessoa que se alia ao pior deputado do país, Rogério Marinho, inimigo número um dos trabalhadores brasileiros?

Também não vamos esquecer que ela apoiou e apoia o pior o governador da história do Rio Grande do Norte, Robson Faria, o governador da insegurança.

Aliás, por falar no governador Robinho, o que Sérgio Cunha e Ederlinda estavam fazendo como cargos comissionados da Assembleia, quando Robinson era o presidente no ano de 2009?

Outra coisa, como pode ela ser funcionária da Prefeitura de Natal e secretária adjunta de Saúde do Estado ao mesmo tempo?

Enfim, meus amigos, é muita mentira para uma candidata só…

Leia: Nepotismo na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

MP investiga se aumento de tarifa de ônibus de Natal foi autorizado em troca de doações para campanhas eleitorais

MP abriu inquérito civil para apurar se houve ato de improbidade administrativa por parte de Carlos Eduardo Alves e Álvaro Dias.
Carlos Eduardo e Álvaro Dias, investigados pelo MP, em ato de campanha neste final de semana, na região Seridó (Foto: Assessoria de Carlos Eduardo/Divulgação)

O Ministério Público do Rio Grande do Norte abriu um inquérito civil para investigar a suposta prática de ato de improbidade administrativa que teria sido praticado pelo atual prefeito de Natal, Álvaro Dias (MDB) e pelo ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, atual candidato a governador do estado pelo PDT.

A investigação vai apurar se Carlos Eduardo e Álvaro Dias autorizaram o aumento da tarifa do ônibus de Natal em troca de recebimento de propina em forma de doação eleitoral que seria realizada por um empresário, proprietário de uma empresa de ônibus, para as candidaturas de Carlos Eduardo a governador e de Adjuto Dias, filho de Álvaro Dias, para deputado estadual.

A portaria do dia 28 de agosto determinou a abertura do inquérito civil, mas não foi publicada no Diário Oficial do Estado, porque o promotor substituto Márcio Cardoso Santos, da 44ª Promotoria do Patrimônio Público de Natal, determinou o sigilo da investigação. Porém, o G1 e a Inter TV Cabugi tiveram acesso ao documento em pesquisa pública dentro do próprio site do Ministério Público.

Em nota, a Prefeitura de Natal afirmou que “o reajuste tarifário do transporte público segue critérios eminentemente técnicos e um processo que é regulamentado por lei” e “foi aprovado por deliberação independente do Conselho Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana (CMTMU), composto por 31 membros”.

Procurada, a assessoria do candidato Carlos Eduardo afirmou que não teve acesso ao inquérito e que ele não vai se pronunciar no momento. O G1 também procurou as assessorias de Álvaro e Adjuto Dias sobre o assunto, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

G1 entrou no site do Tribunal Superior Eleitoral para consultar as doações aos candidatos citados, mas os dados não estavam disponíveis.

Mais informações no site do G1 RN: http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/

 

Ministério Público denuncia Rawplácido e mais 5 pessoas no esquema de corrupção na Prefeitura de Macaíba

O ex-secretário da administração Fernando Cunha, Rawplácido Saraiva, foi denunciado pelos crimes de fraude a licitação, corrupção ativa, peculato, organização criminosa e corrupção passiva. Além disso, o MP pede a devolução de R$ 3.387.827,96 aos cofres públicos.
Fachada do MPRN, procuradoria geral de justiça (Foto: Divulgação/Ministério Público do RN)

Matéria do G1RN

O Ministério Público do Rio Grande do Norte ofereceu denúncia à Justiça nesta quarta-feira (5) contra seis investigados no âmbito da operação Alta Voltagem, deflagrada em novembro de 2017 em Macaíba, na Grande Natal. Na denúncia, o MP também pede que seja fixado o mínimo da reparação do dano, no montante de R$ 3.387.827,96, consistente no valor do objeto da licitação fraudada pelos acusados (R$ 3.287.827,96) somada ao valor acordado para pagamento da propina (R$ 100 mil).

O secretário municipal de Finanças da cidade, Rawplácido Saraiva Maia, foi denunciado pelos crimes de fraude a licitação, corrupção ativa, peculato, organização criminosa e corrupção passiva. Já o empresário Maurício Ricardo de Moraes Guerra foi denunciado pelos crimes de fraude a licitação, corrupção ativa, prorrogação indevida de contrato e peculato; Felipe Gonçalves de Castro, Antônio Felipe Pinheiro de Oliveira e Nelson Antônio Medeiros de Lima pelos crimes de corrupção ativa, prorrogação indevida de contrato e peculato, sendo que o último também foi denunciado por organização criminosa; e Alexandre Borges de Aguiar pelos crimes de prorrogação indevida de contrato e organização criminosa.

operação Alta Voltagem investiga um contrato de iluminação pública celebrado pela Prefeitura de Macaíba e a empresa Enertec Construções e Serviços Ltda. A ação foi mais um desdobramento da operação Cidade Luz, deflagrada em 24 de julho de 2017 pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Natal.

Segundo o MP, a investigação “evidenciou a existência” de um ajuste empresarial com o objetivo de monopolizar os contratos do Município de Macaíba na área de iluminação pública, em conluio com os agentes públicos encarregados das contratações. “Há indícios de superfaturamento e pagamento de propina a agentes públicos da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Urbanos de Macaíba e da Secretaria Municipal de Administração e Finanças”, afirma o Ministério Público.

 

Emídio Júnior: Macaíba é um celeiro de obras paradas

Emídio Júnior é um dos vereadores mais jovens e mais atuantes da Câmara Municipal de Macaíba. Sua luta em prol do povo macaibense tem sido incansável. Nas sessões da Câmara, o vereador tem defendido temas de extrema importância para o desenvolvimento econômico do nosso Município. Foi o que ocorreu na semana passada, quando ele usou a palavra para denunciar as dezenas de obras públicas abandonadas pela Prefeitura de Macaíba, como é o caso de várias creches, quadras, praças, assim como o Centro de Diagnose e o complexo de lazer da Lagoa das Pedras. De acordo com o parlamentar, “existe um celeiro de obras paradas em Macaíba”. Assista:

Vereador Igor Targino reafirma apoio e Zeca Cunha adere à campanha de Carlos Eduardo

Igor Targino reafirmou seu apoio e Zeca Cunha foi mais uma adesão importante na candidatura de Carlos Eduardo.
Foto: Assessoria/Igor Targino

Na semana passada, os vereadores Igor Targino e Zeca Cunha se reuniram com Carlos Eduardo, para declarar apoio em sua candidatura ao Governo do RN.

Igor Targino reafirmou seu apoio e Zeca Cunha foi mais uma adesão importante na candidatura de Carlos Eduardo. O encontro também contou com o apoio do amigo Nilsinho de Traíras.

Deputado do RN desviou R$ 400 mil para quitar reforma de casa em lagoa, dizem delatores

Ministério Público denunciou deputado Ricardo Motta na última segunda-feira (28) por peculato. Denúncia se baseia em delação de ex-diretor do Idema.
Deputado Ricardo Motta nega envolvimento com fraudes no Idema (Foto: Eduardo Maia/ALRN)

Denunciado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte por crime de peculato, na última segunda-feira (28), o deputado estadual Ricardo Motta (PSB) teria comandado um desvio de R$ 400 mil do Instituto de Desenvolvimento Ambiental do Estado (Idema) para quitar a reforma de uma casa na Lagoa de Bomfim, em Nísia Floresta, região metropolitana de Natal. As informações se tornaram públicas após o levantamento do sigilo judicial.

Duas delações premiadas reforçam a denúncia, que é resultado da operação Capuleto, deflagrada pelo MP em maio de 2017 para apurar a prática de crimes decorrentes do desvio de recursos públicos oriundos de convênio firmado entre o Idema e a Fundação para o Desenvolvimento Sustentável da Terra Potiguar (Fundep). O desvio teria acontecido dentro do contrato de R$ 1 milhão com uma construtora, para realizar a reforma do Ecocentro – nova sede do Idema – com recursos provenientes de compensação ambiental paga pela empresa Brasventos Eolo Geradora de Energia S/A ao Estado.

Em nota, Ricardo Motta disse que o MP divulgou o processo em período de campanha, “coincidência, ou não”. “O que ora se combate e a legislação eleitoral proíbe expressamente é a conduta tendente a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais”, criticou. O deputado também negou as acusações. “Reafirmo com veemência que não tenho qualquer participação nos fatos investigados e que tenho minha consciência tranquila, o que será provado à Justiça”, declarou Motta.

As delação premiadas são do ex-diretor do Idema, Gutson Johnson Giovanny Reinaldo Bezerra e da ex-presidente da Fundep, Vilma Rejane Maciel de Souza. De acordo com eles, ao tomar conhecimento dos recursos acordados entre a empresa de energia eólica e o Idema para reformar o Ecocentro, o deputado determinou a contratação de uma construtora ligada a ele para fazer a reforma. A empresa tem como sócio o filho de um construtor amigo do deputado, a quem Motta devia R$ 400 mil pela reforma em sua casa na lagoa do Bomfim.

Ainda de acordo com a denúncia, o contrato do Idema com a empresa foi firmado no valor de R$ 1 milhão, porém a empresa só entregou obras equivalentes a R$ 600 mil. Ainda assim, foram feitas simulações de medições para que os órgãos públicos pagassem o valor completo contratado.

“O denunciado emitiu ordem para que a Fundep, responsável por gerir o dinheiro da compensação, forjasse procedimento licitatório na modalidade convite para contratação da Plana Edificações LTDA. O ato de indicação da empresa por parte do parlamentar e a fraude do procedimento licitatório do qual a Plana Edificações LTDA sagrou-se vencedora restaram cabalmente comprovados pelas colaborações premiadas de Gutson Johson Giovanny Reinaldo Bezerra e Vilma Rejane Maciel de Souza, bem como pelos elementos colhidos na instrução e pelos dados e documentos oriundos da Operação Capuleto”, afirmou o MP na denúncia.

“Foi comprovada, de forma exaustiva, a simulação nas medições para que a Plana Edificações LTDA pudesse receber pagamento por serviços que não foram realizados e a consequente falta de conclusão da obra para a qual a empresa foi contratada. Dessa forma, a reforma do Ecocentro serviu apenas como cenário propício para que Ricardo José Meirelles da Motta pudesse pagar sua dívida”, pontua a denúncia, assinada pelo procurador-geral de Justiça, Eudo Leite.

A operação Capuleto foi um desdobramento da operação Candeeiro, em que o deputado Ricardo Motta também foi denunciado por ter desviado do Idema a quantia de R$ 19.321.726,13, entre janeiro de 2013 e dezembro de 2014, segundo as investigações do Ministério Público. O parlamentar também é um dos denunciados da operação Dama de Espadas, em que ele figura como réu por ter chefiado a organização criminosa que desviou recursos públicos do parlamento estadual entre 2011 e 2015, mediante a inserção fraudulenta de “servidores fantasmas” na folha de pagamento do órgão legislativo.

Saiba mais

Emídio Júnior: tem gente esperando uma simples ultra em Macaíba há mais de oito meses

Além da demora exagerada na realização de exames, o vereador também falou sobre a falta de médicos e outros problemas que afetam a saúde pública de nossa cidade.
Emídio Jr. discursando na audiência pública sobre o Agosto Lilás (Foto: Assessoria/Emídio Jr.)

Na sessão ordinária ocorrida na noite dessa quinta-feira (30), o vereador Emídio Jr. abordou vários problemas da saúde pública de nossa cidade, dentre eles, a falta de médicos generalizada em vários distritos e comunidades rurais de Macaíba.

“Traíras está sem médico há mais de dois meses, assim como Cana Brava, Cajazeiras e Às Marias. Estou citando, apenas, quatro exemplos, mas eu tenho certeza absoluta que em outras localidades do Município vamos encontrar a mais problemática”, disse.

Outro problema citado pelo vereador é a demora exagerada na realização de exames por parte da Prefeitura de Macaíba, que, muito frequentemente, as pessoas esperam meses/anos para fazer o exame, isso quando não é período de campanha eleitoral.

“Tem pessoas há oito meses esperando fazer uma ultra, uma simples ultra. Semana passada chegou um conterrâneo lá no salão e fazia dois anos que estava esperando por um ressonância magnética, que havia chegado recentemente. Eu deduzo que isso é efeito eleitoral: a política chega, vamos abrir as torneiras”, afirmou.