População de Macaíba desaprova aliança do prefeito Dr. Fernando com a ex-prefeita

A aliança não está oficializada porque ainda não houve convenção, mas já está praticamente selada, conforme postagens de um blog situacionista e de comentários nos bastidores dos principais partidos e agentes políticos da cidade.

A corrida para ocupar a Prefeitura de Macaíba tem percorrido caminhos cada vez mais surpreendentes. A população foi pega de surpresa com a notícia da união entre o atual prefeito Dr. Fernando e a ex-prefeita Marília Dias, até então a traidora e maior rival política.

A aliança não está oficializada porque ainda não houve convenção, mas já está praticamente selada, conforme postagens de um blog situacionista e de comentários nos bastidores dos principais partidos e agentes políticos da cidade.

O fato é que, imediatamente após as primeiras publicações sobre o assunto, a população de Macaíba desaprovou essa estranha aliança e demonstrou seu repúdio e descontentamento com a (re)união da “Grande Família”, que “É muito unida/E também muito ouriçada/Brigam por qualquer razão/Mas acabam pedindo perdão”, tal como nos versos cantados por Zeca Pagodinho e Dudu Nobre.

Resta saber se o eleitorado macaibense vai perdoar a “Grande Família” também e continuar aceitando que a cidade continue governada por gente que vive e não compreende de fato as reais necessidades de nossa terra! Conforme os primeiros sinais indicam, muito provavelmente não!

O teatro foi muito bem feito, mas as cortinas não estavam tão fechadas a ponto de esconder as encenações. Divisão de fato só houve entre os eleitores de Dr. Fernando e Dra. Marília, pois entre os dois, não.

Operação Lei Seca autua 26 motoristas em Nova Parnamirim, na Grande Natal

Segundo a polícia, motoristas autuados se recusaram a fazer o teste do bafômetro. Outros 30 foram autuados por outros tipos de infração de trânsito.
Operação Lei Seca na Avenida Maria Lacerda, em Nova Parnamirim (Foto: PM/Divulgação)

G1 RN

Uma blitz da Operação Lei Seca autuou 26 motoristas que foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool, ou não, mas se recusaram a fazer o teste do bafômetro entre a noite de sexta (28) e madrugada deste sábado (29) na avenida Maria Lacerda Montenegro, em Parnamirim, na Grande Natal.

De acordo com o comandante da operação, capitão Isaac Paiva, foram realizados 326 testes de alcoolemia no bairro Nova Parnamirim, porém todos os 26 motoristas autuados foram pessoas que se recusaram a fazer o teste, para tentar livrar o flagrante.

Outras 30 pessoas foram autuadas por outros tipos de infração de trânsito. Ao todo, seis veículos foram removidos ao pátio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran)

Gás de cozinha sofre novo reajuste e preço deve ter aumento no RN a partir de segunda

A partir desta sexta-feira (28), o produto passou a sair com um aumento de 5,4% no preço, em relação aos dias anteriores, das refinarias da estatal.
Foto: Reprodução/Internet

Tribuna do Norte

O Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), mias conhecido como gás de cozinha, teve um novo reajuste anunciado pela Petrobras. A partir desta sexta-feira (28), o produto passou a sair com um aumento de 5,4% no preço, em relação aos dias anteriores, das refinarias da estatal. Com isso, o valor dos botijões de gás terão um peso maior no bolso dos consumidores.

No botijão de 13kg, por exemplo. O aumento no valor cobrado ao consumidor deve ficar entre R$ 3,00 e R$3,50. A informação é do presidente do Sindicato dos Revendedores autorizados de Gás LP do Rio Grande do Norte (Singás-RN), Francisco Correia.

Segundo ele, o preço praticado em botijões dessa quantidade varia entre R$ 70 e R$ 73 no Rio Grande do Norte. Com o aumento, portanto, o valor deles deve ficar entre R$ 73 e R$ 76,50.

De acordo com o Singás-RN, o aumento no valor cobrado ao consumidor deve começar na próxima segunda-feira(31). “Eu acredito que a população vá sentir isso [aumento no preço] a partir de segunda-feira, porque nós ainda temos estoque. Quando comprarmos um estoque novo, nós já vamos fazer o repasse do aumento”, afirmou Francisco Correia.

Aumentos consecutivos

O reajuste desta sexta-feira é o sexto aumento consecutivo no preço do GLP cobrado nas refinarias da Petrobrás. A série de variações de acréscimo ao valor do derivado do petróleo ocorre desde o dia 23 de maio deste ano.

De lá para cá, houve mais duas em junho, uma em julho e duas em agosto, já contando com a última.

Eleições 2020: TSE amplia horário de votação em uma hora; eleitores irão às urnas das 7h às 17h

Horário das 7h às 10h será preferencial para pessoas acima de 60 anos, que integram grupo de risco.
Ministro Luis Roberto Barroso, presidente do TSE (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

G1 Brasília

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, decidiu ampliar o horário de votação nas eleições municipais de 2020 em uma hora por causa da pandemia da Covid-19.

  • O horário será das 7h às 17h (considerando o horário local) no primeiro turno, marcado para o dia 15 de novembro
  • Onde for necessário, esse horário também vai valer para o segundo turno, no dia 29 de novembro.
  • O horário de votação de 7h às 10h será preferencial para pessoas acima de 60 anos, que fazem parte do grupo de risco para o coronavírus.

A decisão foi tomada por Barroso na noite de quinta-feira (27). A intenção, diz o TSE, é garantir mais tempo para que eleitores votem com segurança, além de tentar reduzir a possibilidade de aglomeração nos locais de votação.

O horário foi definido após análise de estatísticos do tribunal e avaliação de uma consultoria técnica, formada por especialistas do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), Insper e Universidade de São Paulo (USP).

O TSE também recebeu orientação de consultoria sanitária formada pela Fiocruz, Hospital Sírio Libanês e Hospital Albert Einstein.

Barroso afirmou que a antecipação do início da votação para 7h – em lugar da extensão para 18 h — atende pleito dos tribunais regionais eleitorais (TREs).

“Após ouvirmos os presidentes de tribunais regionais eleitorais e os respectivos diretores-gerais, ficou decidido, por unanimidade, que este horário será de 7 horas da manhã às 17 horas. Não foi possível estender para mais tarde do que isso porque, em muitas partes do Brasil, depois dessa hora, há dificuldade de transporte e há problemas de violência”, disse.

Segundo o ministro, o TSE adotará “todas as medidas possíveis e razoáveis” para garantir a segurança dos eleitores e mesários no dia da votação.

Um grupo de empresas e de entidades de classe doará equipamentos de proteção individual, como máscaras, protetores faciais (face shiels) e álcool em gel e spray para quem trabalhar na eleição, além de álcool em gel para eleitores.

“Nós estamos fazendo todo o possível para conciliar, na maior medida, a saúde pública da população com as demandas da democracia. É votando nas eleições municipais que você define o destino da sua cidade e, em última análise, os rumos do Brasil. Vote consciente”, afirmou o presidente do TSE.

Witzel se diz indignado com afastamento do governo do RJ e cita ‘perseguição’

Superior Tribunal de Justiça afastou governador, inicialmente por 6 meses, por irregularidades na saúde. Governador, primeira-dama e mais 7 foram denunciados.
Wilson Witzel, governador Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Globo News)

Por G1 Rio

O governador Wilson Witzel (PSC-RJ) declarou, em um pronunciamento no Palácio Laranjeiras às 10h30 desta sexta-feira (28), que está “indignado” com afastamento do cargo.

Witzel se disse perseguido pelo governo federal e fez ataques ao ex-secretário Edmar Santos, preso pelas denúncias de corrupção na Saúde – e delator do governador.

“Mais uma vez quero manifestar a minha indignação e uma busca e apreensão e, mais uma vez, é uma busca e decepção. Não encontrou um real, uma joia, simplesmente mais um circo sendo realizado”, disse Witzel. “Você não pode afastar um governador com a suposição de que ele vai fazer algo.”

Ataques à subprocuradora Lindôra

O governador fez ataques à Procuradoria-Geral da República (PGR) e pediu investigação de um suposto “uso político” da instituição.

“Eu e outros governadores estamos sendo vítimas — isso precisa ser investigado — do possível uso político da instituição. O Superior Tribunal de Justiça possui vários subprocuradores. Por que não se faz, como em qualquer outro Ministério Público, a distribuição e não o direcionamento para um determinado procurador: no caso a Dra. Lindôra [Maria Araújo, que chefia a Lava Jato na PGR). E a imprensa já noticiou o seu relacionamento próximo com a família Bolsonaro”, disse Witzel.

“Eu quero desafiar ao Ministério Público Federal na pessoa da Dra. Lindôra, que a questão agora é pessoal, né? É pessoal. Ela me adjetivou como chefe da organização criminosa. Eu quero que ela apresente um único e-mail, um único telefonema, uma prova testemunhal, um pedaço de papel em que eu tenha pedido qualquer tipo de vantagem ilícita para mim”, afirmou.

Veja mais acessando aqui.

Novo Fundeb será maior e terá caráter permanente

O texto será promulgado pelo Congresso Nacional nesta quarta-feira (26), às 11h, e se tornará a Emenda 108 da Constituição.
Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Agência Senado

O novo Fundeb, aprovado por unanimidade nesta terça-feira (25) por 79 senadores em dois turnos de votação, torna permanente o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, aumenta seu alcance e amplia em 13 pontos percentuais os recursos destinados ao setor pela União. O texto será promulgado pelo Congresso Nacional nesta quarta-feira (26), às 11h, e se tornará a Emenda 108 da Constituição.

A PEC 26/2020 começou a tramitar pela Câmara dos Deputados como PEC 15/2015, tendo como primeira signatária a então deputada federal Raquel Muniz (PSD-MG) e como relatora a deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO). No Senado, a matéria foi relatada pelo senador Flávio Arns (Rede-PR) e foi aprovada da forma como veio da Câmara, com o acréscimo de apenas uma emenda supressiva.

O texto foi fruto de consenso entre os parlamentares e vem sendo debatido de forma sistemática desde o início de 2019. Foram apresentadas 9 emendas em tempo regimental no Senado, sendo que três foram retiradas. Todos os partidos apoiaram a aprovação da PEC no Senado.

Em 2019, o Fundeb distribuiu R$ 156,3 bilhões para a rede pública. Atualmente, garante dois terços dos recursos que os municípios investem em educação. Cerca de 90% dos recursos do Fundeb vêm de impostos coletados nos âmbitos estadual e municipal, e os outros 10% vêm do governo federal. Os repasses da União não entram no teto de gastos (Emenda Constitucional 95, de 2016).

A PEC torna permanente o Fundeb, que, pela legislação atual, acabaria no fim deste ano. Também aumenta dos atuais 10% para 23% a participação da União no Fundo. Essa participação será elevada de forma gradual: em 2021 começará com 12%; passando para 15% em 2022; 17% em 2023; 19% em 2024; 21% em 2025; e 23% em 2026.

Os valores alocados pelo governo federal continuarão a ser distribuídos para os entes federativos que não alcançarem o valor anual mínimo aplicado por aluno na educação. Da mesma forma, o fundo continuará recebendo o equivalente a 20% dos impostos municipais e estaduais e das transferências constitucionais de parte dos tributos federais.

Os entes federativos deverão usar os recursos do Fundeb exclusivamente em sua atuação prioritária definida na Constituição: os municípios cuidam da educação infantil e do ensino fundamental; e os estados, do ensino fundamental e médio. Assim, o dinheiro não poderá ser aplicado, por exemplo, em universidades, pois o ensino superior é de responsabilidade prioritária do governo federal.

Veja mais aqui

Entrevista de Emídio Jr. ao Macaíba no Ar bate recorde de audiência

Entrevista concedida ao blog Macaíba na terça-feira 25.

Nesta terça-feira, 25 de agosto, o pré-candidato a prefeito, Emídio Júnior (PL), concedeu entrevista ao blog Macaíba no Ar, onde falou sobre suas propostas e reiterou sua proximidade e identidade com a cidade. Foi a entrevista com maior audiência entre os pré-candidatos a prefeito.

Como filho de Macaíba, Emídio Jr. desponta como favorito para vencer o pleito deste ano e vem conquistando cada vez mais o eleitorado macaibense que deseja um gestor mais próximo de sua realidade. “O nosso diferencial é que sempre estamos disposição da população, independente de período eleitoral ou cor partidária”, declarou.

Em seguida, o pré-candidato pontuou projetos importantes na área da Segurança Pública, como a Guarda Municipal, Central de Videomonitoramento, Secretaria Municipal de Segurança Pública e construção do 11° Batalhão de Polícia na RN 160.

Ao ser questionado sobre empregabilidade e desenvolvimento econômico, o pré-candidato afirmou que “é preciso que o município incentive a implantação de novas industrias, gerando mais emprego e renda para a população” e mencionou que a localização estratégica de Macaíba precisa ser melhor explorada.

Por fim, Emídio Jr. citou uma de suas principais propostas para a Educação, que é implantação do transporte universitário. “É necessário investir em meios que proporcionem condições de estudo para a juventude macaibense”, declarou.

                     

Crise econômica do RN e saída da Petrobras pautam líderes da assembleia

A crise econômica registrada atualmente pelo Rio Grande do Norte, e a possibilidade de agravamento dessa situação com a saída da Petrobras do Estado, dominaram os discursos durante o horário de lideranças da sessão desta quarta-feira (26) da Assembleia Legislativa.
Foto: Divulgação/ALRN

Assembleia Legislativa RN

A crise econômica registrada atualmente pelo Rio Grande do Norte, e a possibilidade de agravamento dessa situação com a saída da Petrobras do Estado, dominaram os discursos durante o horário de lideranças da sessão desta quarta-feira (26) da Assembleia Legislativa. Os parlamentares também trataram de contratos polêmicos firmados pelo Governo potiguar e da distribuição do auxílio emergencial para quem atua na área cultural.

O primeiro a se pronunciar foi o deputado Tomba Farias (PSDB), que trouxe para o debate exatamente as recentes denúncias envolvendo contratos firmados pelo Governo do Estado. O tucano citou a compra de respiradores junto ao Consórcio Nordeste, no valor de R$ 5 milhões, mas que jamais foram entregues ao Estado. Além disso, voltou a destacar o aluguel de ambulâncias na Secretaria de Saúde pelo valor de R$ 8 milhões.

Tomba ainda elencou uma série de problemas identificados por ele no Estado. “Estamos sem estradas, temos um governo que traiu a classe trabalhadora com a reforma da Previdência, que negou o direito do piso aos trabalhadores da educação, que prometeu pagar folhas atrasadas e não fez”, disse. “Estamos com governo que não paga fornecedores há 10 meses, que não cumpriu compromisso da farmácia básica, que usurpou o Proed dos municípios, governo que não consegue fazer o tapa-buraco”, disse Tomba.

Já o deputado Ubaldo Fernandes (PL) abordou a ajuda emergencial que será paga aos trabalhadores da área cultural. O parlamentar enfatizou a importância da iniciativa, que permitirá a estas pessoas receber R$ 600 durante três meses. Os recursos são do Governo Federal, mas o controle dos pagamentos ficará sob a responsabilidade de Estados e municípios. Ubaldo revelou que realizará, por meio do seu mandato, uma audiência pública para debater o tema. “Queremos saber dos gestores desses órgãos como será o formato de distribuição desses recursos”, disse.

O deputado Nelter Queiroz (MDB) sugeriu ao Governo do Estado apresentar o projeto que garantirá segurança hídrica aos municípios do Seridó ao Governo Federal. No entendimento do emedebista, são necessários R$ 280 milhões para a realização das obras e somente com a ajuda federal a iniciativa sairá do papel. Nelter defende que o Governo do RN entregue a proposta para ser assumida pelo Ministério do Desenvolvimento Regional. “O RN é um pingo na água, o Governo Federal é algo enorme. Vamos nos desarmar”, pediu.

Hermano Morais (PSB) voltou a citar a saída da Petrobras do Rio Grande do Norte, ressaltando que este fato pode “agravar ainda mais o quadro econômico e financeiro vivenciado pelo povo do RN”. O deputado fez questão de enfatizar que é favorável ao investimento privado, como já vem acontecendo nos campos maduros, mas “não podemos prescindir da Petrobras, uma das maiores empresas do mundo. São mais de 40 anos no RN, trazendo recursos, receita, investimentos”.

Segundo Hermano, “o interesse de sair de forma definitiva do RN não se justifica. A Petrobras precisa continuar investindo no RN, não pode se ausentar em hora de dificuldade. Não podemos permitir”. O deputado disse que o RN perderá R$ 400 milhões por ano de receita, além dos empregos. “É só prejuízo para um estado que não tem mais o que perder, já está em insolvência, não tem nem capacidade de pagamento das suas obrigações”, finalizou.

Bolsonaro diz que proposta do Renda Brasil está suspensa

Atual proposta da equipe econômica não será enviada ao Parlamento
Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nobrega/ND)

Agência Brasil 

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (26), ao participar de evento em Ipatinga (MG), que a proposta do programa Renda Brasil está suspensa. O programa pretende expandir o Bolsa Família. “Ontem discutimos a proposta, a possível proposta do Renda Brasil. Eu ontem falei: está suspenso. Vamos voltar a conversar”. O presidente informou que a proposta apresentada a ele pela equipe econômica “não será enviada ao Parlamento”.

“Não podemos fazer isso aí, como, por exemplo, a questão do abono para quem ganha até dois salários mínimos, seria um décimo quarto salário. Não podemos tirar de 12 milhões de pessoas para dar para um Bolsa Família, um Renda Brasil, seja lá o que for o nome desse novo programa”, acrescentou, ao discursar na cerimônia de reativação do alto-forno 1 da Usiminas.

No evento, o presidente defendeu a adoção de medidas que possibilitem a geração de emprego e renda. “Ou o Brasil começa a produzir, começa realmente a fazer o plano que interessa a todos nós, que é o melhor programa social que existe, que é o emprego, ou nós estamos fadados ao insucesso. Não posso fazer milagre. E conto com todos os brasileiros para que cada um faça o melhor de si para tirar o Brasil da situação difícil em que se encontra, que não é de hoje”, disse.

Renda Brasil

Em junho, o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou que o governo federal criará um programa de renda mínima permanente, após a pandemia do novo coronavírus (covid-19), batizado de Renda Brasil. De acordo com o ministro, haverá a unificação de vários programas sociais para a criação do programa, que deve incluir os beneficiários do auxílio emergencial, que recebem parcelas de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), pagas em razão da pandemia da covid-19.

“Nós resolvemos então estendê-lo [auxílio emergencial] até dezembro, o valor não será R$ 200 nem R$ 600, estamos discutindo com a equipe econômica”, disse Bolsonaro no evento de hoje em Minas Gerais.

Caminhão tomba e motorista fica ferido na BR-406 na Grande Natal

Acidente aconteceu na tarde desta terça-feira (25) em São Gonçalo do Amarante. Veículo levava carga de areia e foi trancado por outro, segundo testemunhas.
Caminhão carregado de areia tombou na BR-406 na Grande Natal (Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)

G1 RN

Um caminhão carregado de areia tombou e o motorista ficou ferido em um acidente que aconteceu na tarde desta terça-feira (25) na BR_406, na Grande Natal. O caso aconteceu no sentido de quem vai do Aeroporto de Natal no sentido à capital potiguar.

A caçamba tombou na entrada do Residencial Rui Pereira, em São Gonçalo do Amarante. O veículo transportava uma carga de areia e, segundo testemunhas, o motorista perdeu o controle ao ser trancado por outro veículo que fez uma manobra para entrar no conjunto.

O motorista do caminhão ficou ferido no acidente. Segundo o dono do veículo, que foi até o local, o homem teve apenas ferimentos leves e foi socorrido ao hospital.

Após o motorista ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a Polícia Rodoviária Federal colocou cones na pista para alertar outros condutores. A cena chamou atenção de pessoas que passavam pelo local. O caminhão foi rebocado no final da tarde.