Audiência Pública discute segurança em Macaíba, nesta sexta-feira (13)

Ajude a construir estratégias para a segurança pública da sua cidade

Participe da Audiência Pública “Segurança Pública em Macaíba: desafios e soluções”, que acontece na próxima sexta-feira (13), a partir das 9h, no Pax Clube, no centro da cidade.

Com a participação da população, o objetivo da audiência é discutir e propor soluções para os principais problemas envolvendo a segurança pública de Macaíba. Os moradores podem ajudar a construir estratégias para melhorar a segurança da cidade.

A realização de uma audiência para tratar sobre o tema da segurança pública é uma necessidade antiga da população de Macaíba, é o que lembra o vereador Emídio Júnior. “Desde a primeira sessão do ano eu protocolei um requerimento na câmara, solicitando uma audiência pública para tratarmos sobre esse tema”, comentou Emídio.

A audiência será conduzida pelo Dr. Felipe Luiz Machado, juiz da 3º Vara da Comarca de Macaíba. “Dr. Felipe, ouvindo os anseios populares, se encarregou de conduzir essa audiência. Com ele à frente, será garantido a isonomia e a igualdade para todos, sem nenhum tipo de viés político. O que ajudará diretamente nas ações que serão adotadas após a audiência”, concluiu Emídio.

Vítimas de trabalho infantil no RN, crianças chegam a perder as digitais

De acordo com a reportagem da agência Repórter Brasil, as crianças começam cedo no trabalho, às 3 horas da manhã. O sol é muito forte no Sertão, o que dificulta o trabalho. O trabalho costuma ir até as 11 horas e, à tarde, todos trabalham tirando a pele fininha.

Foto: Daniel Santini/ Repórter Brasil

No Rio Grande do Norte, crianças que trabalham no processo de quebra da castanha de caju têm suas mãos queimadas e perdem suas digitais no processo.

O óleo presente na casca da castanha de caju é ácido. Mais conhecido como LCC (Líquido da Castanha de Caju), esse líquido melado que gruda na pele e é difícil de tirar tem em sua composição ácido anacárdico, que corrói a pele, provoca irritações e queimaduras químicas.

O jornalista Daniel Santini, da Repórter Brasil, foi a João Câmara, no Rio Grande do Norte, verificar as condições das crianças que perdem as digitais no processamento da castanha.

“O óleo LCC tem uma ação irritante, ele é cáustico, produz lesões e chega a retirar as digitais”, explica o médico Salim Amed Ali, autor de diferentes estudos sobre doenças ocupacionais para a Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), do Ministério do Trabalho e Emprego.

O médico fez pesquisas específicas sobre a saúde de trabalhadores de unidades industriais de processamento de castanhas de caju e diz que a atividade pode ser considerada insalubre.

De acordo com a reportagem, as crianças começam cedo no trabalho, às 3 horas da manhã. O sol é muito forte no Sertão, o que dificulta o trabalho. O trabalho costuma ir até as 11 horas e, à tarde, todos trabalham tirando a pele fininha.

O emprego de crianças na quebra da castanha de caju está incluído na lista de piores formas de trabalho infantil, ao lado de atividades como beneficiamento do fumo, do sisal e da cana-de-açúcar.

Os ganhos são mínimos. A castanha crua é comprada de pequenos produtores da região de Serra do Mel. Um saco de 50 kg rende, em média, 10 kg de castanha processada. As famílias ganham de R$ 30 a R$ 100 por semana, vendendo a produção a intermediários que revendem em feiras e mercados de cidades.

O Brasil se comprometeu a erradicar as piores formas de trabalho infantil até 2015, mas, mesmo com denúncias, situações com a de João Câmara persistem.

A auditora fiscal do trabalho Marinalva Cardoso Dantas, coordenadora do Fórum Estadual de Erradicação do Trabalho da Criança e de Proteção ao Adolescente Trabalhador, tem realizado sucessivas ações de fiscalização, denunciado a situação e cobrado soluções. “Não dá para aceitar que as crianças continuem nessa situação, mas não basta reprimir, é preciso oferecer alternativas”.

Vetada por Bolsonaro, campanha do BB sai do ar e diretor será demitido

Motivação da insatisfação governamental com a peça publicitária não foi informada, mas peça saiu do ar após presidente assistir

Foto: Reprodução/Portal Metrópoles)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), decidiu vetar uma campanha publicitária do Banco do Brasil (BB) protagonizada por jovens negros e tatuados usando anéis. No elenco, há uma moça de cabelos raspados e descoloridos, além de uma transexual. A campanha, marcada pela diversidade racial e sexual, era dirigida ao público jovem, o qual o banco tem interesse em atrair. No entanto, o Palácio do Planalto derrubou a iniciativa e o diretor responsável pela peça será demitido.

Bolsonaro procurou o presidente do BB, Rubens Novaes, para pedir a exclusão da propaganda, que estava no ar desde o início do mês. O motivo de o presidente não ter gostado da peça não foi informado.

Além de retirar a campanha do ar, o presidente da instituição teria atendido outro pedido de Bolsonaro: exonerar o diretor de Comunicação e Marketing do Banco do Brasil, Delano Valentim. Ele entrou em férias quando a campanha deixou de ser vinculada, no dia 14, e, segundo Rubens Novaes, não voltará para ocupar o cargo.

“O presidente Bolsonaro e eu concordamos que o filme deveria ser recolhido. A saída do diretor é uma decisão de consenso, inclusive com aceitação do próprio”, informou Rubens Novaes ao jornal O Globo, que inicialmente noticiou o caso, confirmado depois pelo banco.

Homem joga óleo quente na esposa e a agride com golpes de enxada

O crime ocorreu no município de Baraúna, na região oeste do estado. A mulher foi socorrida para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. O suspeito foi preso em flagrante.

Mulher sendo transferida para o hospital Tarcísio, em Mossoró (Foto: Fim da Linha)

No.minuto.com

Uma mulher identificada como Flávia Regina do Nascimento, de 43 anos, foi agredida pelo próprio companheiro na tarde desta terça-feira (19), no município de Baraúna, na região Oeste do Estado. Segundo a polícia, o esposo da vítima teria jogado óleo quente nela e em seguida a agredido com golpes de enxada na cabeça.

Ferida, a mulher foi levada por uma ambulância a unidade hospitalar da cidade e em seguida transferida ao Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. A situação de Flávia Regina inspira cuidados e requer atenção. Ela segue internada, mas não há informações sobre o quadro de saúde.

Ainda de acordo com informações da polícia, o agressor foi identificado como Milton Evaristo da Silva Costa, de 53 anos, mais conhecido como ‘Milton da Sucata’. Após o crime, ele foi preso em flagrante após os policiais civis receberem a informação de que ele estaria em uma casa vizinha, deitado em uma rede. Ao ser questionado pelos policiais, ele confessou o crime e disse ainda que tinha uma arma que estava guardada em sua casa. Ele autuado por feminícidio e será encaminhado ao sistema prisional do Estado.

“Cidadão de bem” mata taxista por nada na frente de uma escola

O ocorreu em João Pessoa (PB), na última sexta-feira.
O corretor Gustavo Correia (reprodução/redes sociais)

Um crime bárbaro chocou a cidade de João Pessoa (PB) no fim da tarde desta sexta-feira (15). O corretor de imóveis Gustavo Teixeira Correia, 43, tirou a vida do taxista Damião dos Santos, de 42 anos.

O assassinato aconteceu em um horário de grande circulação de pessoas na frente de um supermercado e de uma escola em um bairro nobre da capital paraibana. Tudo foi registrado por testemunhas e câmeras de segurança.

Segundo a Polícia Militar, a motivação do crime teria sido uma discussão de trânsito. No entanto, imagens mostram (ver abaixo) que o bate-boca não durou mais do que 10 segundos.

Pragmatismo Político conversou com funcionários do Supermercado BeMais. Eles afirmaram que houve uma pequena troca de xingamentos entre os homens, até que Gustavo Correia saca a sua arma e dispara vários tiros contra o taxista à queima roupa, sem chances de defesa.

Nas imagens, que foram gravadas pelo sistema de câmeras da escola, é possível ver que o taxista Damião tentava estacionar o carro em frente ao supermercado, em uma vaga reservada para táxis.

Gustavo Correia estava no banco do passageiro no veículo branco que vinha imediatamente atrás. Ele se incomoda com a manobra feita pelo taxista e desce do carro para tirar satisfação com Damião. Segundo a PM, Gustavo estaria voltando para casa, alcoolizado.

A Polícia Militar informou que Damião dos Santos foi alvejado por três tiros. Ele foi socorrido e encaminhado ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, mas não resistiu aos ferimentos.

O momento do crime:

Mais informações

Incêndio em alojamento deixa 10 mortos no Centro de Treinamento do Flamengo

O Fogo atingiu alojamento das categorias de base do time no Ninho do Urubu, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio. Não há identificação dos mortos. Três adolescentes saíram feridos.

Parte das instalações do CT do Flamengo devastadas pelas chamas (Foto: Arquivo pessoal)

Jovens atletas do Flamengo estão entre os dez mortos em um incêndio em um alojamento no Ninho do Urubu, na Zona Oeste do Rio, no início da manhã desta sexta-feira (8). O Fla-Flu deste sábado, válido pela semifinal da Taça Guanabara, deve ser adiado. O governador Wilson Witzel decretou luto oficial de três dias.

As chamas atingiram as instalações onde dormiam jogadores entre 14 e 17 anos que não residiam no Rio. Ainda não há identificação dos mortos. Os bombeiros chegaram a dizer que todos eram adolescentes, mas não há informações oficiais.

Às 9h50, a polícia chegou ao Ninho do Urubu para fazer a perícia. Um inquérito foi instaurado na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) para apurar as causas do desastre.

Três adolescentes ficaram feridos, um deles em estado grave, e foram levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra:

  1. Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos, de Fortaleza (CE);
  2. Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos;
  3. Jonathan Cruz Ventura, 15 anos, em estado mais grave.

Às 8h40, Jonathan foi levado às pressas para o centro cirúrgico. Ele sofreu queimaduras em 40% do corpo e será transferido para o Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz.

Os três feridos são de fora do Rio de Janeiro. Funcionários e médicos do clube estiveram na unidade e a expectativa é de poder transferir os meninos assim que a situação for estabilizada. Abaixo, confira a reportagem da Band News:

Deputado Hermano Morais propõe audiência pública para discutir a violência contra a pessoa idosa no RN

A audiência será realizada no dia 12 de junho, a partir das 14 h, no auditório da Assembleia Legislativa do RN.

Deputado Hermano Morais, MDB (Foto: Reprodução/Assembleia Legislativa RN)

Por iniciativa do deputado Hermano Morais (MDB), a Assembleia Legislativa está realizando audiência pública para discutir formas de combate à violência contra a pessoa idosa. O debate será realizado no dia 12 de junho, às 14h, no auditório Cortez Pereira, sede do Legislativo do RN. O ano de 2018 passou a ser considerado o Ano de Valorização e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa pela Convenção Interamericana sobre a Proteção dos Direitos Humanos dos Idosos, através da Organização dos Estados Americanos (OEA).

“Queremos sensibilizar e mobilizar o poder público e a sociedade civil em torno deste importante tema. É preciso uma maior reflexão sobre o envelhecimento e o papel que o Estado, família e cidadãos exercem na defesa e na promoção das garantias da pessoa idosa no Rio Grande do Norte”, destacou o parlamentar.

A proteção e defesa dos idosos é tema recorrente no mandato de Hermano Morais. O parlamentar também é autor de projeto de lei que institui o Fundo Estadual da Pessoa Idosa no RN (FUNEPI), lei que está em tramitação na Casa. O FUNEPI visa financiar programas e ações relativas a essa parcela da população potiguar.

De acordo com seu projeto, os recursos seriam captados através de dotação orçamentária estadual, transferências por parte da União, Municípios e do próprio Estado, além das verbas provenientes de multas por desrespeito às leis de proteção à pessoa idosa.

De acordo com o IBGE, o RN tem aproximadamente 400 mil idosos e se destaca negativamente com relação aos crimes contra o idoso. Em 2015, o RN foi, proporcionalmente, o 3º estado no país com mais denúncias de violência contra idosos, com um total de 250,81 denúncias para cada grupo de 100 mil habitantes.

Cartaz do evento (Foto: Divulgação/Hermano Morais)

18 de maio: Dia nacional de combate ao abuso e à exploração infantil

O combate ao abuso e à exploração infantil é um dever de todos!

A lei Nº 9.970 instituiu, em maio do ano 2000, o dia 18 de maio como o Dia Nacional do Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data remete ao “Caso Araceli”, um crime bárbaro de abuso sexual infantil ocorrido no ano de 1973 na cidade de Vitória (ES) e de repercussão nacional.

A Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA) realiza juntamente com o Comitê Nacional de Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes a campanha “Faça Bonito – Proteja nossas crianças e adolescentes”, a ação convoca a sociedade para assumir a responsabilidade de prevenir e enfrentar o problema da violência sexual praticada contra crianças e adolescentes no Brasil.

O blog Macaíba News reconhece e participa desta luta para salvaguardar a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.

Mulher é morta pelo ex-marido com 14 facadas no meio da rua em Natal

O feminicídio aconteceu na tarde desta segunda-feira (19), na Zona Norte de Natal.

Isolda Claudino de Almeida tinha 53 anos e foi assassinada na Zona Norte de Natal (Foto: Reprodução/G1 RN)

Do G1 RN

Uma mulher de 53 anos foi morta com 14 facadas quando voltava do trabalho para casa no fim da tarde desta segunda-feira (19), na Zona Norte de Natal. O suspeito do assassinato é o ex-marido dela, preso em flagrante no local do crime. O homem não aceitava a separação.

De acordo com a polícia, Isolda Claudino de Almeida desceu do ônibus na Avenida João Medeiros Filho e seguiu para a residência onde morava, na direção da região de mangue do bairro Potengi. No caminho foi surpreendida por José Cândido de Melo, ex-marido dela, que a esperava para matá-la.

O homem desferiu 14 golpes de faca na ex-companheira. A polícia informou que Isolda foi atingida em órgão vitais. As facadas acertaram o peito, a barriga, o pescoço. Ela ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

Pessoas que passavam pelo local e presenciaram a cena renderam o homem e tentaram espancá-lo. A polícia foi acionada e prendeu José Cândido, que foi conduzido inicialmente ao hospital, com um ferimento no braço, e depois levado para a delegacia.

A irmã da vítima, Iná Claudino, conta que há um ano Isolda havia se separado do acusado. Porém ele não aceitava a situação, e a ameaçava. Iná Claudino disse ainda que, em outra oportunidade, o homem ateou fogo em móveis e na casa em que vivia a irmã dela. A polícia foi procurada, contudo José Cândido de Melo permaneceu em liberdade. O casal tinha quatro filhos.

Prefeitura promove caminhada contra a violência de gênero nesta sexta-feira (01)

A concentração acontecerá nas imediações da Capela São José, na Rua Doutor Pedro Velho, a partir das 14h.

Foto ilustrativa: Arquivo-PMM

Da Assecom-PMM

Nesta sexta-feira (01), a partir das 14h, a Prefeitura de Macaíba irá promover uma grande caminhada de enfrentamento à violência contra a mulher. Este evento faz parte das ações da campanha “Mulheres diferentes, violências iguais” e será coordenado pela Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social – SEMTAS, contando com a participação da equipe da pasta e os grupos de mulheres atendidos pelas unidades de CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) no município, explicou a assistente social, Edivânia Freitas.

A concentração acontecerá nas imediações da Capela São José, na Rua Doutor Pedro Velho, Centro, de onde haverá um percurso até a Praça Paulo Holanda Paz, após uma sessão de alongamento funcional, orientada por um profissional. Na praça, estão programadas para acontecer diversas apresentações das mulheres das unidades dos CRAS e CREAS referentes à temática da violência de gênero, oficinas como cabelo, corte e escova e depilação em linha, aulas de zumba e uma exposição de artesanato local.

“Mulheres diferentes, violências iguais”

A campanha “Mulheres diferentes, violências iguais” teve início no dia 13 de novembro. Escolas, unidades do CRAS e do CREAS, praças e ruas estão sendo os pontos de divulgação, além da internet e as plataformas das redes sociais.

Um questionário preparado por profissionais da SEMTAS está sendo aplicado às mulheres de diferentes faixas etárias em locais movimentandos da cidade para avaliar a sua percepção sobre violência de gênero e suas diferentes formas de manifestação. Este também pode ser respondido de forma online. Mais informações pelo 3271-6538.

No dia 22 do corrente mês, foi inaugurada a “Sala Lilás”, que está situada na sede do CREAS, na Rua Major Antônio Belmiro, número 199, também conhecida como Rua da Usina. Esse espaço tem como objetivo auxiliar no atendimento às mulheres vítimas de violência e é aberto de segunda a sexta, das 8h às 17h. Em caso de denúncias, as mulheres podem ligar para os seguintes telefones: 3271-1423 (CREAS), 3271-6835 (Delegacia Municipal) e o Disque 180 (Central de Atendimento à Mulher).