PRF apreende 30 mil comprimidos de ivermectina que eram transportados para Natal

Apreensão foi na noite de quinta (30) em Itaberaba, na Bahia
Foto: divulgação/PRF

Agora RN

Quase 30.000 comprimidos de ivermectina foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na noite desta quinta-feira (30), em frente a unidade policial da PRF, localizada no Km 230 da BR 242, em Itaberaba (BA), na Região da Chapada Diamantina. No documento apresentado, o local de destino dos medicamentos seria Natal, contudo, o veículo seguia uma rota contrária.

O carro foi parado pelos policiais, que encontraram o medicamento. Logo foi solicitada a documentação legal para o transporte, porém, o condutor entregou uma nota fiscal que continha dados divergentes do material transportado.

O número de lote e data de fabricação dos produtos apreendidos não eram condizentes com o discriminado na nota fiscal.

Aos policiais, os homens relataram que embarcaram a mercadoria na cidade de Barreiras (BA) a pedido de um caminhoneiro e durante o percurso da viagem estavam realizando a venda fracionada do medicamento para farmácias da região.

A ivermectina é um medicamento prescrito para combater verminoses, porém vem sendo muito procurada pela população para minimizar os efeitos da Covid-19.

Diante dos fatos, os homens assinaram o Termo Circunstanciado de Ocorrência- TCO e vão responder por suas condutas perante o Juizado Especial Criminal (JECRIM). Todo o material apreendido será entregue a Vigilância Sanitária.

Sesap afirma que síndrome inflamatória observada em crianças e adolescentes pode estar relacionada à Covid-19

A Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde já haviam alertado médicos e profissionais de saúde sobre a síndrome e a relação com o Sars-Cov-2, o vírus que causa a Covid-19.
Foto: Reprodução/Internet

Tribuna do Norte 

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap) alertou nesta sexta-feira, 31, sobre uma nova inflamação que afeta crianças e adolescentes e que pode estar ligada ao novo coronavirus. A inflamação se chama Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica e já foi registrada em pelo menos dez crianças no Rio Grande do Norte, segundo a subcoordenadoria de Vigilância em Saúde da Sesap, Alessandra Lucchesi. A Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde já haviam alertado médicos e profissionais de saúde sobre a síndrome e a relação com o Sars-Cov-2, o vírus que causa a Covid-19.

A síndrome pode ser uma das complicações da Covid-19. A princípio, os sintomas mais comuns são febre alta e persistente e, em alguns casos, problemas cardíacos.  Entretanto, a Sesap ainda investiga os casos. “A Covid-19 é muito nova, então ainda estamos aprendendo bastante com o desenrolar dessa pandemia e a evolução clínica dessa doença. A partir disso, há uma preocupação tanto do governo federal quanto do governo estadual para investigação pós-Covid”, afirmou Luchesi nesta sexta-feira, 31.

A recomendação para famílias que tenham crianças que apresentam febre alta é de levar o mais rápido possível para uma unidade de saúde e descrever se a criança teve contato com pessoas que foram infectadas pelo novo coronavirus ou se ela mesma já tem um diagnóstico confirmatório para a Covid-19.

As crianças que apresentaram a doença no Rio Grande do Norte foram atendidas pelo Hospital Infantil Maria Alice Fernandes, localizado em Natal. A Sesap começou a investigar os casos com mais atenção há 10 dias, a partir de uma notificação do Ministério da Saúde no dia 20 de julho que alertou sobre a possibilidade da síndrome.  Segundo Lucchesi, os casos ainda estão em investigação e não há muitos detalhes sobre a síndrome.

A subcoordenadoria garantiu que as crianças atendidas não precisam de ventilação mecânica,  utilizada nos casos mais graves de Covid-19.  No entanto,  a Sesap ainda não possui mais detalhes sobre estes casos. “Somente com a investigação dos casos é que vamos ter as condições de interferir qual o tempo médio de internação, o tratamento adequado, como se dá essa infecção “, disse.

Uso da dexametasona em pacientes com covid é aprovado pela UFRN

“Vários estudos reforçam o posicionamento. Um dos mais importantes foi publicado no News England Journal of Medicine, no dia 16 de julho,  que reforça a utilidade, ainda que pequena, da dexametasona. É um corticoide que impacta na sobrevida das pessoas com covid grave”.
Diretor do Departamento de Infectologia da UFRN, Kleber Luz chama atenção para o uso de remédios (Foto: Magnus Nascimento/Tribuna do Norte)

Tribuna do Norte

Professores do Departamento de Infectologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (DINF/UFRN) realizaram uma reunião e apresentaram recomendações, com base nas evidências científicas disponíveis, a serem seguidas pelos médicos e comunidade acadêmica para o tratamento de pacientes com covid-19. O grupo de professores aprova o uso do medicamento dexametasona, que atua no sistema imune

“Um ensaio clínico sugere que baixa dose dexametasona (6mg/dia) tenha benefício no manejo de pacientes graves, com necessidades de oxigênio suplementar “, destaca documento publicado após a reunião dos infectologista realizada no dia 16 de julho. Baseados no uso em pacientes graves ou no contexto de ensaios clínicos randomizados e aprovados pelas agências regulatórias, os especialistas da UFRN também admitem o uso de imuneterapia, através de inibidores, imunoglobulina anti-SARS-CoV-2 ou plasma de convalescente.

“Vários estudos reforçam o posicionamento. Um dos mais importantes foi publicado no News England Journal of Medicine, no dia 16 de julho,  que reforça a utilidade, ainda que pequena, da dexametasona. É um corticoide que impacta na sobrevida das pessoas com covid grave”, citou o professor Kleber Luz.

Outra recomendação é a do uso de anticoagulante. “As evidências existentes sugerem que todos pacientes internados devem receber profilaxia antitrombótica. Anticoagulação plena deve ser iniciada tão logo surjam sinais clínicos e/ou radiológicos de tromboembolismo”, afirma a nota dos acadêmicos.

A UFRN está envolvida em estudos para desenvolver medicamentos que possam inibir,  ou diminuir,  a atividade inflamatória em pacientes com Covid-19. “Quando a pessoa tem o COVID-19, além da replicação viral, entra em um processo inflamatório. Essa droga visa combater essa inflamação que posa colaborar para o mau prognóstico das pessoas”, explica Kleber.

Veja mais aqui.

Resolução coloca Ivermectina entre medicamentos de controle especial

Com a medida, farmácias e drogarias só poderão vender a medicação mediante prescrição de um profissional legalmente habilitado.
Com a resolução, a Ivermectina só pode ser comprada com prescrição médica (Foto: divulgação/internet)

Tribuna do Norte 

A edição desta quinta-feira (23) do Diário oficial da União (DOU) traz uma resolução que atualiza a lista de medicamentos de controle especial. Dentre eles está a Ivermectina. A medida leva em consideração a Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII) relacionada ao novo coronavirus e já passa a vigorar a partir de hoje. Um comunicado da Federação Brasileira de Farmácias (Febrafar) foi enviado aos associados com a nova informação.

Com a medida, farmácias e drogarias só poderão vender a medicação mediante prescrição de um profissional legalmente habilitado. Outros remédios que contenham substâncias do produto também se enquadram nesse padrão.

São listadas, junto à ivermectina, a cloroquina, a hidroxicloroquina e a nitazoxanida. No caso da cloroquina,  a resolução não se aplica aos medicamentos à base do produto distribuídos no âmbito de programas públicos governamentais.

A Resolução de Diretoria Colegiada (RDC) n° 405/2020 foi deliberada em reunião da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na terça (21) e anunciada nessa quarta-feira (22).

Comunicado às farmácias e drogarias 

Com a decisão, a Febrafar comunicou às farmácias e drogarias associadas pelo Brasil da decisão e quais são os procedimentos necessários a partir de agora. As novas entradas e aquisições da Ivermectina precisa ser transmitidas ao Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados (SNGPC). Além das demais movimentações, tais como saídas, perdas e transferências, que também precisam ser escrituradas no (SNGPC).

No caso do estoque  dos medicamentos previamente adquirido, o comunicado diz que “as movimentações poderão ser registradas internamente, por meio de registro manual ou em sistema informatizado do estabelecimento, sem necessidade de transmissão ao SNGPC”.

O descumprimento das disposições contidas na resolução constitui infração sanitária, nos termos da Lei n°6.437/77 sem prejuízo das responsabilidades civil, administrativa e penal  cabíveis.

Procura pela ivermectina em Natal 

Sem a necessidade da prescrição médica,  a procura pela ivermectina chegou a zerar o estoque do medicamento em estabelecimentos da capital potiguar durante a pandemia. A busca pelo remédio começou quando estudos sobre os eventuais benefícios dele no tratamento da covid-19 foram difundidos no país,  embora não fossem conclusivos.

A ivermectina foi adotada no protocolo municipal de Natal para a prevenção ao contágio do novo coronavirus.  Doses do medicamento já foram concedidas a moradores da cidade, acompanhadas de instrução para medicação.

FNF marca reinício do Campeonato Potiguar para 12 de agosto e garante testes de Covid-19 para clubes

Encontro define data para a retomada do estadual e presidente José Vanildo confirma repasse de 30 testes de coronavírus para cada clube participante
Reunião contou com participação de representantes dos oito clubes (Foto:Iuri Seabra/FNF)

Globo Esporte

A Federação Norte-rio-grandense de Futebol confirmou nesta terça-feira que vai retomar o Campeonato Potiguar no dia 12 de agosto. O anúncio foi feito em reunião que contou com a presença de representantes de todos os clubes da primeira divisão, na sede da FNF. A entidade também divulgou que vai bancar 30 testes de Covid-19 para cada equipe.

– Foi exitosa a reunião e isso vai facilitar, pelo prazo, o melhor planejamento para os clubes, uma redução de despesas no geral para eles, principalmente aqueles que não vão participar da Série D. E os que jogam a Série D vão utilizar esta fase como preparatório para o Brasileiro – falou o presidente José Vanildo.

Durante o encontro, Vanildo ressaltou a necessidade de que os clubes sigam o protocolo elaborado pela FNF e aprovado pela Comissão Científica da Secretaria Estadual de Saúde Pública. As medidas visam garantir a segurança de todos os envolvidos no futebol – atletas, comissão técnica, dirigentes, imprensa e outros profissionais.

Há uma preocupação quanto aos estádios que estão com laudos vencidos ou com pendências. As adequações necessárias podem fazer com que clubes transfiram jogos para Natal nesta reta final da competição. A Arena das Dunas seria o local indicado pela FNF para estas equipes. A nova tabela será divulgada nos próximos dias.

Além do apoio com 30 testes de Covid-19, a FNF ainda pretende estabelecer parceria com os órgãos públicos para conseguir um maior número destas testagens. Ainda na reunião, a federação fez a doação de termômetros digitais e aparelhos de verificação da pressão arterial para os clubes.

Os treinos das equipes de futebol estão liberados no Rio Grande do Norte a partir desta quarta-feira.

Ocupação de leitos cai para menos de 80%, mas ainda é preciso manter cuidados

Momento exige cautela para conter a contaminação e permitir retomada gradual das atividades econômicas
Foto:Elisa Elsie/ASSECOM RN

Ao participar da entrevista coletiva para atualização dos dados epidemiológicos e prestação de contas das ações do Governo no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus nesta segunda-feira, 13, a governadora Fátima Bezerra disse que o RN conseguiu reduzir a taxa geral de ocupação de leitos críticos para menos de 80% e manter a taxa de transmissibilidade abaixo de 1.

“Estamos alcançando a meta de 80% de ocupação nos leitos de UTI. Isso é resultado de um governo que tem compromisso em primeiro lugar com a defesa da vida do povo do RN. Não temos medido esforços para garantir assistência à saúde do nosso povo. O dia de hoje expressa esperança e confiança, na medida em que estamos zerando a fila de pacientes para leitos de UTI e reduzindo a ocupação geral de leitos em todo o Rio Grande do Norte”.

A chefe do Executivo estadual saudou toda a equipe da Sesap e demais órgãos da administração pelo empenho na força tarefa para enfrentamento à Covid. “Esse trabalho permitiu que ao longo de quatro meses conseguíssemos instalar 542 leitos para pacientes Covid no RN, dos quais 281 leitos são do tipo críticos e 229 leitos, clínicos. Desses, 32 são leitos ofertados pela Prefeitura de Natal que receberam equipamentos do Estado. Sozinho, o governo estadual garantiu 510 leitos críticos e clínicos para os pacientes com Covid em todas as regiões”.

Os bons resultados, ressaltou Fátima Bezerra, não significam que a pandemia já passou. “O cenário ainda requer muito cuidado. O Governo está fazendo sua parte, garantindo assistência à saúde da população. E a sociedade precisa fazer a parte que lhe cabe usando máscaras, respeitando as medidas de distanciamento e de isolamento ainda em curso”.

A governadora também alertou para as responsabilidades das prefeituras: “Faço um chamamento às prefeituras por que têm papel fundamental nesse contexto. Cabe a elas o cumprimento rigoroso dos protocolos sanitários e das medidas restritivas ainda em curso. Estamos trabalhando com a perspectiva de retomar as atividades econômicas na próxima quarta-feira e para isso se faz necessário o alerta à sociedade, prefeituras e aos empresários para o cumprimento rigoroso dos protocolos sanitários”.

Fátima afirmou que o Pacto pela Vida continua e que o Governo mantém a disponibilidade das forças de segurança para, em apoio às prefeituras, garantir o cumprimento das medidas sanitárias.

MAIS LEITOS

“Nosso trabalho para disponibilizar mais leitos continua. Nos últimos 10 dias fizemos esforço extraordinário e conseguimos instalar mais de 50 leitos de UTI. E vamos abrir nos próximos dias vagas no Hospital João Machado, em Natal, em Santo Antônio, João Câmara e Mossoró. Também está prevista a abertura de novos leitos em Assu, Apodi e Currais Novos”, adiantou Fátima.
O contrato com a Organização Social (OS) Avante foi inteiramente cumprido neste sábado, 11, informou a chefe do Executivo estadual. A entidade entregou todos os leitos contratualizados para o Hospital João Machado (20) e para o Hospital Regional de Macaíba (10). Uma parceria do Governo com a Prefeitura de Parnamirim permitiu que a cidade pudesse dispor de 10 leitos que estão desde a semana passada no Regula RN.

“Apesar dos esforços para assistência à Covid que estamos fazendo, se os empresários não fizerem a retomada organizada das atividades econômicas, obedecendo todos os protocolos, esse esforço terá sido em vão, haja vista o que vem acontecendo em outros estados”, lembrou Fátima.

DADOS

A taxa geral de ocupação de leitos no Rio Grande do Norte chegou a 78,60%. A região Oeste registra o maior percentual (94%), seguida da região Metropolitana de Natal (81%), Seridó (73%), Mato Grande (71%) e Pau dos Ferros (50%). Os casos confirmados somam 39.598, enquanto há 52.274 suspeitos, 62.000 descartados, 1.399 óbitos confirmados (04 nas últimas 24 horas) e 187 óbitos em investigação.

“Os números mostram o esforço do governo em abrir leitos, algo muito intenso nos últimos dias, particularmente na região metropolitana de Natal. Sabemos o risco que teríamos para a população se não abríssemos leitos para assistir as pessoas em todas as regiões. São boas notícias, mas temos ainda 669 pessoas internadas com Covid em todo o Estado, sendo 340 pessoas em leitos críticos. É preciso usar máscara, manter distanciamento e só sair quando necessário. Isso é tarefa de todos. Se não soubermos enfrentar esse momento e não tomar todos os cuidados, poderemos voltar a ter notícias negativas novamente”, alertou Petrônio Spinelli, secretário adjunto de Saúde do Estado.

Disque Previsão ao Coronavirus – 0800 281 4012 | das 7h às 23h | informações e esclarecimentos | Acolhimento Psicológico | Doações RN+Unido

Deputado Kleber Rodrigues participa de reunião para discutir o retorno das vaquejadas

O deputado defendeu que a retomada seja feita obedecendo protocolo de segurança e sem a participação de público e bebida alcoólica.
Foto: Assessoria/ Deputado Kleber Rodrigues

O deputado estadual Kleber Rodrigues(PL) participou de uma reunião por videoconferência com a governadora Fátima Bezerra, com representantes da Assovarn( Associação dos Vaqueiros Amadores do Rio Grande do Norte) Felipe Cortez e Ney Kelse, também participaram da reunião secretários estaduais para discutir o retorno gradual das vaquejadas no Estado.

O deputado defendeu que a retomada seja feita obedecendo protocolo de segurança e sem a participação de público e bebida alcoólica.

“Na reunião foram apresentadas duas datas para a retomada do calendário de vaquejadas mas será necessária uma posição do Comitê Científico para podermos definir o dia e os critérios de retomada dessa importante atividade realizada no interior do estado”, disse o deputado.

Deputado Kleber Rodrigues recebe confirmação de abertura de leitos de UTI em Macaíba e São José do Mipibu

O secretário confirmou ao deputado que na próxima quarta-feira (8) serão abertos 10 leitos de UTI na cidade de Macaíba e 10 leitos de UTI neo-natal em São José do Mipibu
Foto: Assessoria/Deputado Estadual Kleber Rodrigues

O deputado estadual Kleber Rodrigues(PL) aproveitou a sessão especial,  realizada de forma remota na tarde desta quinta-feira (2), na Assembleia Legislativa para cobrar ao secretário estadual de saúde, Cipriano Maia, uma atenção do governo aos municípios da região Agreste e a cidade de Macaíba.

O secretário confirmou ao deputado que na próxima quarta-feira (8) serão abertos 10 leitos de UTI na cidade de Macaíba e 10 leitos de UTI neo-natal em São José do Mipibu assim que a pandemia terminar.

“Mostrei ao secretário que nossa região é a segunda maior do estado e está precisando de ampliação dos serviços de saúde. Precisamos de novos leitos, principalmente de UTI, nos municípios do Agreste”, disse o deputado.

O secretário Cipriano Maia de Vasconcelos esteve na Assembleia Legislativa explicando as ações da Secretaria de Saúde no combate à COVID-19.

Coordenado pelo presidente da Casa deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), durante a sessão o secretário prestou esclarecimentos sobre a operação e falou sobre os recursos que já foram aplicados pela Secretaria e respondeu questionamentos dos parlamentares.

Retomada gradual das atividades econômicas no RN iniciam a partir de 1° de julho

Plano é composto por três fases e previsão de durar 35 dias. Portaria publicada nesta segunda-feira (29) estabelece a Fase 1 do cronograma.
Imagem: SEDEC/ASSECOM

O Governo do Rio Grande do Norte publicou, nesta segunda-feira (29), em edição extraordinária do Diário Oficial do Estado (DOE), a Portaria Conjunta Nº 007/2020 – GAC/SESAP/SESEC que trata da primeira fase do cronograma para a retomada gradual responsável das atividades econômicas no estado, em acordo com o decreto estadual nº 29.742 de 4 de junho de 2020.

A reabertura iniciará, de forma gradativa, a partir desta quarta-feira, 1º de julho, conforme anunciado pela governadora Fátima Bezerra durante videoconferência, realizada nesta segunda-feira (29), com empresários e entidades representativa do setor produtivo do estado.

A nova publicação, altera a Portaria nº 006/2020, e destaca que as atividades liberadas por legislação estadual anterior à edição do Decreto Estadual nº 29.742, de 04 de junho de 2020, não se sujeitarão ao cronograma de que trata a Portaria e, serão aplicados, no que for necessário, os protocolos de biossegurança.

Além disso, ressalta que a liberação de atividades ocorrerá de forma técnica e responsável, observado o protocolo geral com os critérios de avaliação definidos pelas autoridades de saúde e que, se verificada tendência de crescimento dos indicadores após a liberação das atividades, poderão ser adotados, a qualquer tempo, se necessário, o restabelecimento ou o adiamento das fases, bem como o recrudescimento das medidas.

Os estabelecimentos e serviços autorizados a funcionar na Fase 1 deverão cumprir uma série de protocolos específicos, listados na portaria, a fim de impedir a propagação do novo coronavírus (Covid-19) e assegurar a saúde dos clientes e trabalhadores. O descumprimento das medidas pode acarretar em interdição, aplicação de multa e demais sanções legais.

RETOMADA GRADUAL DAS ATIVIDADES

O Plano de retomada gradual é composto por três fases e terá início na quarta-feira (1º) com previsão de duração de 35 dias. Cada fase de abertura tem frações com blocos de atividades que serão liberadas progressivamente. O objetivo é que sejam autorizadas inicialmente aquelas que se encontram em situação econômica mais crítica, com maior capacidade de controle de protocolos e que gerem pouca aglomeração, descritas a seguir:

FASE 1 (1º a 14/07):

– PRIMEIRA FRAÇÃO (01/07):

SERVIÇOS:

Atividades de informação, comunicação, agências de publicidade, designs e afins;

Salão de beleza, barbearias, e afins;

LOJAS (Lojas até 300m2 e com “Porta para Rua”):

Papelarias, Bancas de Revistas, e Livrarias;

Lojas de produtos de climatização;

Lojas de bicicletas e acessórios;

Lojas de vestuários;

Armarinhos.

– SEGUNDA FRAÇÃO (08/07):

LOJAS (Lojas até 600m2 e com “Porta para Rua”):

Lojas de móveis, eletrodomésticos e colchões;

Lojas de departamento e magazines (que não funcionem em Shoppings ou Centros Comerciais);

Agências de Turismo;

Calçados;

Lojas de brinquedos, artigos esportivos e de caça e pesca;

Instrumentos musicais e acessórios; equipamentos de áudio e vídeo e Lojas de eletrônicos/informática e equipamentos de telefonia e comunicação;

Joalherias, relojoarias, bijuterias e artesanatos;

Lojas de cosméticos e perfumaria.

SERVIÇOS:

Alimentação I (Restaurantes; Lanchonetes; Food-Parks)

Até 300m2

4 pessoas por mesa

2m mesa a mesa/ 1m entre pessoas

Proibido de venda e consumo de bebida alcoólica no estabelecimento.

FASE 2 (15 a 28/07):

– PRIMEIRA FRAÇÃO (15/07):

Academias abertas (sem uso de ar condicionado).

– SEGUNDA FRAÇÃO (22/07):

Centros comerciais e galerias (sem ar condicionado).

FASE 3 (29/07 a 11/08):

– PRIMEIRA FRAÇÃO (29/07):

Alimentação II (Bares e restaurantes (maiores que 300m²)).

Segunda fração (05/08):

Academias em funcionamento com uso de ar condicionado;

Shoppings Centers (com ar condicionado).

Confira a portaria completa no link Aqui

Polícia prende suspeito de venda clandestina de ivermectina em Natal

Suspeito fazia delivery de medicamentos, mas não tinha autorização para venda dos remédios.
Homem é detido por venda clandestina de ivermectina em Natal (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Por G1 RN

Um homem foi detido nesta quarta-feira (24), na Zona Norte de Natal, por venda clandestina de medicamentos como ivermectina e azitromicina.

De acordo com a Polícia Civil, uma denúncia anônima indicou que o suspeito estava comercializando medicamentos de forma irregular, inclusive realizando serviço de “delivery”, com contato via aplicativo de mensagens.

Os policiais conseguiram identificar o homem, foram até a casa dele e encontraram diversas caixas do medicamento ivermectina e outros antiparasitários, além de antibióticos, como a azitromicina. O suspeito confessou a venda dos produtos, sem a devida autorização, e foi conduzido à delegacia para autuação em flagrante.

Após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), o homem foi liberado. De acordo com a Polícia Civil, o procedimento será encaminhado à Justiça e o suspeito poderá responder pelos crimes de fornecer substância medicinal em desacordo com receita médica e de exercer profissão de médico/farmacêutico, sem autorização legal.

A Polícia Civil ressalta que denúncias desse tipo podem ser feitas de forma anônima através do Disque Denúncia 181.