População do Monte Líbano está sem água há mais de 15 dias, desabafa morador

De acordo com Angelo Vitor, falta água para tudo: beber, cozinhar e para os afazeres domésticos.
Foto: Reprodução/Web

Na tarde deste sábado, um senhor chamado Angelo Vitor fez um desabafo a respeito da falta d’água no Conjunto Monte Líbano. De acordo com ele, faz mais de 15 dias que a população do Monte Líbano está sem água.

“A cidade não precisa só de segurança, iluminação pública, saúde e educação. O conjunto Monte Líbano, no centro da cidade está com mais de 15 dias que não chega água nas casas. O pessoal está sem água para beber, cozinhar e fazer seus afazeres domésticos”, desabafou.

“Sr. Fernando Cunha”, continuou Angelo, “até quanto tempo vamos ficar sem água? Isso é desumano, é uma necessidade primordial em uma casa. Aqui fica minha insatisfação com esse descaso de FALTA DE ÁGUA!”, finalizou.

Não é piada: Médico receita medicamento baseado na foto de paciente em Macaíba

O fato ocorreu na Unidade Básica de Saúde do Vilar.
Fachada da Unidade Básica de Saúde do Vilar (Foto: Google Maps)

Já imaginou deixar sua foto numa unidade básica de saúde e voltar dois dias depois para pegar o medicamento receitado por um médico que nunca lhe viu?

Parece piada, mas foi exatamente isso que aconteceu na Unidade Básica de Saúde do Vilar.

De acordo com a reportagem da TV Ponta Negra, veiculada na terça-feira (15), uma mãe afirmou que o médico passou o remédio para sua filha baseado, apenas, numa foto.

“Há uns 20 dias precisei de um médico para a minha criança de seis anos, que tava toda entabuada de ferida, quando cheguei aqui, a enfermeira precisou tirar uma foto para levar para a Secretaria de Saúde e o médico de lá olhar”, afirmou.

Ao ser questionada pelo repórter se o médico tinha visto a criança, a mãe respondeu:

“Foi por uma foto. O médico olhou, passou o medicamento e eu vim pegar aqui com a enfermeira. Isso não é uma irresponsabilidade?”, questionou.

Abaixo, assista a reportagem na íntegra:

População reclama de falta d’água em vários bairros de Macaíba

Após pesquisa feita por Victor César, morador do Gondelo, numa publicação no Facebook, a população se pronunciou e o resultado foi surpreendente.
Publicação feita por Victor César, em um grupo do Facebook

Na semana passada, conforme mostra a foto acima, o jovem Victor César teve a ideia de fazer uma pesquisa em grupo do Facebook, perguntando se o bairro onde as pessoas moravam também estava sem água. A ideia surgiu porque o bairro onde ele mora, o Gondelo, está com falta d’água há mais de 10 dias. Não demorou muito, a publicação de Victor ganhou uma grande repercussão, com dezenas de pessoas comentando os lugares da cidade que estava sem o abastecimento de água. Em vista disso, a equipe de Macaíba News separou os principais comentários da pesquisa, a fim de que às autoridades locais, não apenas a CAERN, possam tomar providência para solução desse problema. 

Chefe de gabinete do prefeito xinga macaibenses e causa revolta na população

Pedro Galvão ficou irritado com a modinha “Diz ser de Macaíba, mas…” e mandou todo mundo tomar no c…
Postagem do chefe de gabinete, Pedro Galvão, ofendendo os macaibenses (Foto: Reprodução/Facebook)

Quem tem conta na rede social Facebook, tem acompanhado nos últimos dias inúmeras publicações da população sobre as coisas boas que existem ou que existiram na nossa cidade, que só quem mora aqui conhece. Trata-se de uma brincadeira, que no mundo virtual é apelidada de modinha, na qual as pessoas escrevem frase “Diz ser de Macaíba, mas…” e complementam falando algo que tem ou teve de bom na cidade e que marcou a vida das pessoas, como por exemplo, “Diz ser de Macaíba, mas não conheceu Fátima Ventola”.

Acontece que, na manhã desta segunda-feira (05), o chefe de gabinete da Prefeitura de Macaíba, Pedro Galvão, acordou achando que era o dono do Facebook e publicou o post da foto acima, na qual ele ofende todos os macaibenses que aderiram à brincadeira, numa falta de educação jamais vista para uma pessoa que ocupa o terceiro cargo mais importante depois do prefeito e vice-prefeito. Uma baixaria da pior qualidade que possa existir e que, mais uma vez, envergonha nossa cidade por ter uma pessoa desse nível ocupando um dos cargos mais importantes do Poder Executivo. Infelizmente, mais um que não mora e nunca morou aqui. Abaixo, veja exatamente o que ele quis dizer: “Diz que é da Puta Que Pariu (PQP), mas nunca foi pra casa do Caralho (CRLHO), Vai Tomar no Cú (VTNC),  já encheu o saco. Bom dia!”.

Essa não é a primeira vez que o chefe de gabinete demonstra sua total falta de educação numa rede social. Outro dia, em um grupo de WhatsApp, ele publicou uma foto de uma mulher nua, tamanha foi a falta de respeito que até uma vereadora da situação ficou indignada e o repreendeu na mesma hora. Ele ainda tentou se justificar, mas não colou:

Print tirado do grupo de WhatsApp Jornal Senadinho
Coisa bonita em, Pedro Galvão? Aprendeu com o prefeito, foi?

Posto de Saúde da José Coelho está sem médico e sem enfermeiro por culpa do prefeito

De acordo com informações, a Unidade está sem enfermeira desde dezembro. Na semana passada, a médica não aguentou e pediu para sair. O posto também está sem ASG há sete meses.
Fachada da Unidade de Saúde da Rua José Coelho (Foto: Google Maps)

Essa semana, a médica do Posto de Saúde da Rua José Coelho, que, aliás, é uma excelente médica, não aguentou a pressão e pediu para trabalhar em outra localidade. De acordo com informações de pessoas que trabalham na Unidade, o problema que fez a médica sair do posto foi a falta de uma enfermeira. Segundo elas, o contrato com a enfermeira que prestava serviços na Unidade acabou em dezembro, mas a Prefeitura não renovou o contrato e nem  muito menos colocou outra enfermeira ou enfermeiro no lugar.

“A verdade é que a doutora não aguentou a pressão, por causa da sacanagem que o prefeito fez. Quando a enfermeira estava aqui, a médica podia trabalhar despreocupada, porque muita coisa enfermeira mesmo resolvia. Mas sem uma enfermeira fica impossível trabalhar, principalmente porque a enfermeira daqui era tudo para as pessoas. Quando as pessoas tinha qualquer problema, antes de chegar na médica, recorriam a ela. O povo daqui gostava muito dela. Infelizmente, o prefeito não quer saber disso”, declarou.

A pessoa também contou que a equipe do posto de saúde está arrasada, porque, além da médica e enfermeira, o posto também está sem uma ASG há sete meses. “Nossa equipe está totalmente desfalcada. Estamos arrasados, porque queremos ajudar as pessoas, mas, infelizmente, não temos o que fazer”, desabafou.

Nossa equipe ainda recebeu a informação de que o dentista do Posto de Saúde da José Coelho é o vereador Antônio França, uns dos principais aliados do prefeito na Câmara. Isso é um fato que agrava ainda mais a situação, porque como aliado do prefeito e conhecedor da situação, a informação que nossa equipe recebeu é que o vereador, até o momento, nada fez para resolver essa situação. Enquanto isso, das ruas José Coelho, Olímpio Maciel, Verdes Mares, Almerinda Costa, Dinarte Maris e adjacências está completamente desamparada.

Prefeitura pode fechar turma da EJA em Lagoa do Sítio I, denúncia aluno

A turma da EJA em Lagoa do Sítio funciona no período da noite, atendendo alunos que não tem tempo de estudar durante o dia.
Foto: Reprodução/Web

Revolta, indignação e desrespeito são as palavras dos estudantes da EJA da Escola Municipal Waldemar Diógenes, na comunidade de Lagoa do Sítio I. De acordo com um aluno que não quis se identificar, a Prefeitura de Macaíba está fechando a turma da noite, sob alegação de que a quantidade de alunos é insuficiente.

“E como ficam os alunos que só podem estudar nesse horário? Se a Prefeitura fechar a turma da EJA, seremos imensamente prejudicados. Eu, por exemplo, trabalho o dia todo, como irei estudar se a turma da noite for fechada?”, afirmou.

Ainda segundo o aluno, essa turma funcionava no distrito de Traíras, mas há cerca de três anos a ex-secretária de Educação, Márcia Portela, transferiu para Lagoa do Sítio I. De acordo com ele, os alunos estão revoltados com essa decisão do atual secretário, pois, de acordo com ele, a Prefeitura não pode deixar os alunos sem o direito à educação.

 “Como pode a gente que trabalha o dia todo ficar sem estudar. E o nosso direito à Educação, como fica? A Prefeitura diz que não vai fechar a turma da noite, mas fechou várias turmas da EJA em outros lugares no mesmo turno. Aí fica difícil acreditar”, declarou.

Procurado pela redação do Macaíba News, a Assessoria de Imprensa da Prefeitura informou que a “turma da EJA não será fechada em Lagoa do Sítio e que as matrículas estão sendo feitas e espera-se que o número mínimo de alunos seja atingido”. Ao ser questionado sobre o que aconteceria com a turma caso o número mínimo de alunos não fosse atingido, assessoria deu seguinte reposta:

Caso o número mínimo exigido por lei para a EJA não seja atingido, todas as medidas que a administração puder fazer, de acordo com a legislação vigente, para que os alunos continuem os estudos serão avaliadas. A intenção é que eles continuem os estudos. No momento, ainda estão sendo feitas as matrículas para as turmas.

Vídeo: Trabalhadores da B&B entram em greve após 40 dias de salário atrasado

O vídeo foi publicado no Facebook, pelo blogueiro Mário Henrique.
Bandeira com o logotipo da B&B (Foto: Reprodução/B&B)

Um vídeo publicado no Facebook mostra o exato momento em os trabalhadores da B&B Locação de Mão de Obra Ltda – EPP, locados na Secretaria de Infraestrutura de Macaíba, paralisaram as suas atividades alegando atraso de salário. No vídeo, que foi realizado pelo blogueiro Mário Henrique, dá para ouvir claramente o momento em que alguns trabalhadores afirmam que estão entrando em greve, porque estão há 40 dias sem receber.

“Se o salário sair hoje, nós voltamos ao normal amanhã. Hoje, tá tudo parado”, afirmou um dos trabalhadores.

Nós só retorna aqui quando receber pagamento. Cento e treze homens pais de família, sofredor, sem receber pagamento. Todos da secretaria recebeu, só a gente que não recebeu”, afirmou um segundo trabalhador. Ao ser questionado sobre quantos dias eles estavam sem receber salário, esse trabalhador declarou: “Quarenta dias hoje”. 

 

Prefeitura não renova contrato com os professores estagiários e prejudica alunos e pais

Por falta de professores estagiários, alunos da educação infantil do município estão sendo liberados às 9h.
Alunos da educação infantil de Macaíba se divertindo com a apresentação de um palhaço (Foto: Reprodução/Prefeitura de Macaíba)

A redação do Macaíba News foi informada que, por falta de professor estagiário, os alunos da educação infantil do município estão sendo liberados às 9h.

Segundo a nossa fonte, isso está acontecendo, porque a prefeitura ainda não renovou o contrato com os professores estagiários e, pelo menos até o próximo mês, o horário das aulas continuará reduzido.

“Na creche em que eu trabalho, as informações que me foram passadas são que, pelo menos até o mês de abril, os alunos serão liberados às 9h, porque a prefeitura não renovou o contrato com os estagiários. Um absurdo! Será que não houve planejamento? Eles sabem que todos os anos têm que ter estagiários, porque têm as crianças especiais e turmas infantis com crianças de 2 a 3 anos, que precisam de um auxiliar, pois o professor sozinho não pode dar conta de 15 crianças. Daí, como não tem quem auxilie os professores, a solução que encontraram foi reduzir o tempo de aula, prejudicando as crianças e os pais que precisam deixar seus filhos nas creches para poderem trabalhar”, disse.

__________________

Nota: Por e-mail, entramos em contato com a Secretaria de Educação e com Assessoria de Comunicação da Prefeitura a fim de obtermos um posicionamento a respeito desta denúncia. Infelizmente, até o fechamento desta matéria, nada foi respondido. Contudo, uma vez que este assunto diz respeito ao interesse público, cabe à Prefeitura de Macaíba prestar os devidos esclarecimentos à população.

Macaíba: Prefeitura não renovou contrato para realização de exames de mamografia com clínica particular

Foto: Reprodução/Web

Em contato com a redação do Macaíba News, uma senhora informou que a clínica Edivaldo Guimarães, mais conhecida como “clínica de dr. Edivaldo”, não estava mais realizando exames de mamografias encaminhados pela Prefeitura de Macaíba. Segundo ela, seu exame foi autorizado desde 21 de dezembro de 2017.

“Ao chegar na clínica para fazer o meu exame de mamografia, fui informada que o contrato com a Prefeitura estava suspenso e sem previsão para renovar. Agora, estou sem saber o que fazer, pois preciso fazer esse exame com urgência e não tenho como pagar”, afirmou.

Em contato com a Secretaria de Saúde, fomos informados que esse problema está ocorrendo porque o contrato com clínica Edivaldo Guimarães encerrou-se em 31 de dezembro de 2016. Ou seja, por não haver contrato, a clínica não poderia emitir nota fiscal em nome da Prefeitura de Macaíba.

Essa imagem foi retirada do Google Maps e data de 2011

Ainda segundo informações da Secretaria, a Chamada Pública visando o cadastramento de empresas interessadas em realizarem Exames de Mamografia, foi publicada no Boletim Oficial do Município do dia 3 de março, e que, provavelmente, o contrato deverá ser renovado no próximo mês (abril).

A mamografia nada mais é que um exame de imagem, podendo ser compreendida como um Raio X das mamas. Tratasse de um exame de extrema importância para as mulheres, pois é considerado padrão ouro para detecção precoce do câncer de mama que, segundo reportagem veiculada pelo Fantástico, é a doença que mais mata mulheres no Brasil.

Em Macaíba, apenas a clínica de Edivaldo Guimarães possui o equipamento necessário para a realização desse exame. Mas poderia ser diferente, caso o Centro de Diagnose, construído na gestão da ex-prefeita Marília Dias, estivesse funcionando. Infelizmente, o prédio onde deveria está funcionando o Centro de Diagnose encontrasse abandonado pela atual gestão, desde o mandato passado, conforme matéria publicada, em outubro de 2015, pelo blogue Diário de Macaíba: O descaso da prefeitura é total com a saúde do município de Macaíba!

Diante da importância desse exame para a preservação da vida de todas as mulheres macaibenses, a redação do Macaíba News gostaria de fazer a seguinte pergunta:

Por que a Chamada Pública para cadastrar as empresas interessadas na prestação desse serviço foi publicada só agora, e não no início do ano, como deveria ter sido feito?

Nota: Através do e-mail, realizamos contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Macaíba (Assecom-PMM), a fim de obtermos informações sobre a situação do Centro de Diagnose do município.  Mas, infelizmente, até o fechamento desta matéria, nosso e-mail não foi respondido.

Excreção pública no centro de Macaíba: Parabéns prefeito!

Fedentina em parada de ônibus no Pernabuquinho, centro de Macaíba

Por Jefferson Lázaro – Da redação

Se eu fosse prefeito, teria vergonha de uma situação dessa.

Mas, ao que parece, vergonha não é forte do prefeito de Macaíba.

Afinal, há anos que a população do Pernabuquinho cobra providências sobre essa podridão. Algo foi feito?

“Olhem o nojo que está essa parada que fica ao lado da creche Câmara Cascudo! Uma fedentina horrível!”, gritou a cidadã macaibense, Fernanda Mangabeira, por meio de uma rede social.

Uma Imundície!!! Essa é a exata definição para tamanha excreção pública.

Mas o prefeito é médico.

E o que adianta?

Macaíba não é e nunca será a cidade dele.

Por favor, entendam isso…