RN+Protegido entrega 600 mil novas máscaras a municípios e entidades

Desde que foi lançado, em abril, o programa já entregou mais de 1 milhão de máscaras de pano à população vulnerável e trabalhadores das atividades essenciais em todo o território potiguar.

O Rio Grande do Norte já contabiliza mais de 3 mil casos confirmados de covid-19. Para ajudar na proteção contra o vírus, o Governo do RN realiza semanalmente a distribuição de máscaras de tecido através do programa RN+Protegido. A iniciativa, elaborada em parceria com o setor privado, irá levar mais 600 mil unidades a prefeituras e entidades durante toda a semana para serem entregues à população. Até a próxima sexta-feira (22), serão 400 mil potiguares contemplados com a distribuição dos novos itens.

Segundo o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec) e idealizador do RN+Protegido, Jaime Calado, “este é o maior programa de distribuição de máscaras do Brasil”.  Desde que foi lançado, em abril, o programa já entregou mais de 1 milhão de máscaras de pano à população vulnerável e trabalhadores das atividades essenciais em todo o território potiguar e pretende alcançar a marca de 7 milhões de máscaras distribuídas.

A Controladoria Geral do Estado (Control-RN) é responsável por organizar a logística semanal de distribuição, conforme a chegada de novas remessas oriundas das oficinas de costura do interior do estado.  “Esta é uma importante parceria do Governo com as indústrias têxteis do Rio Grande do Norte em prol da saúde da população”, destaca o controlador – geral do Estado, Pedro Lopes.

A ação mantém o emprego de 4 mil funcionários nas oficinas do Pró-Sertão, associadas à indústria-âncora Guararapes, que doa a matéria-prima para a confecção das máscaras. As peças são fabricadas a preço de custo e adquiridas pelo Estado, que arca com os custos da mão-de-obra – mais de R$ 1 milhão, com recursos do Governo Cidadão via empréstimo com o Banco Mundial, está sendo investido para aquisição de 3 milhões de máscaras.

Em uma primeira etapa, já foram entregues 400 mil máscaras aos 167 municípios do RN – outras 600 mil foram distribuídas pelas secretarias e órgãos do Governo do Estado. Os lotes chegam semanalmente e são rateados de acordo com a situação de cada cidade. Nesta semana, 200 mil novos itens serão distribuídos entre os 14 municípios mais necessitados, entre eles, Natal e região Metropolitana, Mossoró, Caicó e região de João Câmara.  Outras 50 mil máscaras também serão entregues aos demais municípios do RN. As peças poderão ser retiradas pelas prefeituras em suas respectivas Regionais de Saúde a partir desta terça-feira (19).

Também estarão disponíveis esta semana 44 mil máscaras para instituições e projetos beneficentes. A lista inclui associações e conselhos comunitários, fundações, entidades religiosas, coletivos de direitos humanos, grupos artísticos e folclóricos, sindicatos, entre outros. “Nós buscamos atender, dentro das nossas possibilidades, a todas as solicitações que chegam através do nosso e-mail” disse Pedro Lopes. O controlador lembra que as instituições da Grande Natal podem receber os equipamentos na Escola de Governo a partir desta terça-feira (19), das 9h às 17h. A consulta sobre entidades beneficiadas e quantitativos disponíveis pode ser feita no Portal da Transparência do Governo do RN . O e-mail para requisição de máscaras e outros insumos é o [email protected]

Índice de isolamento cai para 40% e faz contaminação continuar aumentando

“Devido às aglomerações nas ruas estamos entrando numa fase extremamente perigosa. Fortaleza já entrou em lockdown, Maceió, Recife e Manaus estão próximo disso”, alerta Spinelli.
Foto: Elisa Elsie/ ASSECOM RN

“Os casos de contaminação pelo novo coronavírus crescem e estão espalhados por todo o Estado. Isto é um reflexo das aglomerações nas ruas nos últimos dias. Hoje talvez seja o pior dia até agora, pelos números e pelo cenário que se avizinha. A situação é de muito risco. Me desculpem por estas afirmações, mas todos precisam saber disso”. A declaração é do médico Petrônio Spinelli, secretário adjunto da Saúde Pública do Governo do Estado ao anunciar os números da pandemia no RN, em entrevista coletiva, nesta quarta-feira, 06.

Diante da gravidade da situação, Spinelli lembrou declaração do coordenador do Comitê Cientifico do Nordeste, cientista Miguel Nicolelis, que alertou para as consequências do crescimento da pandemia. “Devido às aglomerações nas ruas estamos entrando numa fase extremamente perigosa. Fortaleza já entrou em lockdown, Maceió, Recife e Manaus estão próximo disso. Criou-se a ilusão de que seria possível flexibilizar. Ainda não. E o uso da máscara não é garantia para ir às ruas com segurança. Estamos mais perto do lockdown do que da flexibilização”, afirmou.

Os casos suspeitos são 5.503; foram confirmados 1.644 e descartados 4.943. Outros 662 se recuperam e tiveram alta hospitalar, 72 foram a óbito e há 25 mortes em investigação. A estatística mostra que hoje estão internados 52 pacientes em leitos críticos nos Hospitais do Estado. A taxa de ocupação destes leitos é maior que 40%. O índice do isolamento social chegou a percentual muito baixo, em torno de 40%. É preciso pelo menos 60%.

Os óbitos confirmados em consequência da Covid-19 registrados na terça-feira, 05, ocorreram em municípios de pequenos e médios portes. Cidades maiores, como Natal e Mossoró, não tiveram óbitos por Covid pelo segundo dia consecutivo, o que constata a difusão da doença pelo interior. Os óbitos desta terça-feira ocorreram em Tabuleiro Grande (que não havia ainda registrado nenhum caso suspeito), Ipanguassu, Serra Negra e Areia Branca. Entre os 25 óbitos em investigação, dois aconteceram em Mossoró e quatro em Natal. A maioria ocorreu nas cidades médias e pequenas.

Analisando este quadro, Petrônio Spinelli alertou para três pontos de vista que considera ilusórios: “O primeiro é que não há cidade protegida por que não há casos. Veja Tabuleiro Grande que não tinha nenhum caso e já apareceu com um óbito. O segundo é que o vírus circula e quando analisamos os óbitos no interior e nas áreas periferias, volta a ser mais letal junto às pessoas idosas e com comorbidades, retornando ao seu perfil inicial. A terceira ilusão é acreditar que o vírus poderá ser vencido de forma isolada. Ilusões podem ser fatais. Os municípios precisam, através dos planos de contingências locais, informar as regionais de Saúde para que a Secretaria Estadual de Saúde execute da melhor forma possível o plano de assistência nas regiões”.

Veja mais aqui

Governo estende isolamento social até dia 20 de maio

Uso de máscara é obrigatório a partir desta quinta-feira(7) e as empresas devem exigir que todos usem. O novo decreto também dispõe sobre a aplicação de multa para quem divulgar notícias falsas (fake news)
Foto: Reprodução/Internet

Dando continuidade às ações de controle e enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19), o Governo do Rio Grande do Norte publica, nesta terça-feira (05), o Decreto Nº 29.668 que prorroga até 20 de maio as medidas de saúde para o combate à pandemia, determina a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção, a partir do dia 7 de maio, para acessar serviços e atividades essenciais e para circulação de pessoas em áreas comuns públicas e privadas. Leia abaixo as medidas do novo decreto:

AULAS PRESENCIAIS PERMANECEM SUSPENSAS ATÉ DIA 31   

A suspensão das atividades escolares continua até o dia 31 de maio e as atividades coletivas de qualquer natureza, públicas ou privadas, incluindo eventos que acarretem aglomeração como shows, atividades desportivas, feiras, exposições, carreatas, passeatas e congêneres, continuam suspensas.

ESTABELECIMENTOS DEVEM FORNECER MÁSCARAS A FUNCIONÁRIOS E MOTOBOYS

A lista de atividades e serviços essenciais continua inalterada, e o novo documento determina que os estabelecimentos disponibilizem máscaras de proteção aos funcionários, sendo obrigatória sua utilização durante o serviço, incluindo as atividades de entrega em domicílio (delivery).

USO OBRIGATÓRIO DE MÁSCARAS A PARTIR DO DIA 7

O Decreto trata sobre a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção (industrial ou caseira) para o acesso aos serviços e atividades cujo funcionamento não esteja suspenso. Além disso, fica determinado que o uso de máscara de proteção se estende à circulação de pessoas, para fins de trânsito ou prática de atividades físicas, em vias e áreas de uso coletivo, públicas ou particulares, incluindo ruas, calçadas, estacionamentos, portarias, recepções, elevadores e demais áreas comuns em condomínios.

As pessoas jurídicas autorizadas a funcionar devem exigir aos clientes, funcionários e colaboradores o uso da máscara sob pena de multa. A penalidade é a mesma prevista no Decreto nº 29.583 e varia de R$ 5 mil a R$ 50 mil.  O valor arrecado através da aplicação de multa passa a ser direcionado ao Fundo Estadual de Saúde (FES/RN), ou poderão, por convênio, serem delegadas ao município, sendo recolhidas ao Fundo Municipal de Saúde. O descumprimento também faz referência às punições estabelecidas no Art. 268 Código Penal Brasileiro.

Outra medida editada no novo Decreto diz respeito aos edifícios de uso público e coletivo que fazem uso de ar interior climatizado artificialmente. A partir de agora, há a obrigatoriedade para que eles disponham de um Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) com o objetivo de minimizar os riscos potenciais à saúde.

MULTA A DESCUMPRIMENTO DE NORMAS E DIVULGAÇÃO DE FAKE NEWS

O novo decreto também dispõe sobre a aplicação de multa para o descumprimento das normas e também para quem divulgar notícias falsas (fake news) sobre a pandemia, sendo considerado descumprimento de medidas de saúde. Para regulamentação das multas será editada uma portaria entre a Sesap e Sesed para estabelecer os valores. Além disso, os disseminadores de falsas notícias não estão isentos da responsabilização penal e civil.

ATESTADOS DE VISTORIA E LICENÇAS PRORROGADAS ATÉ 24 DE MAIO

O novo ato governamental altera o Decreto Estadual nº 29.556, de 24 de março de 2020, determinando que os Atestados de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) que vencerem no período de 24 de março a 20 de maio de 2020 sejam prorrogados automaticamente até 24 de maio de 2020, como medida de diminuição do fluxo de atendimento do órgão. Também prorroga as licenças e autorizações expedidas pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA) até 24 de maio de 2020.

Confira Aqui o Decreto Nº 29.668 completo.

Governo lança chamamento público para contratação de 30 novos leitos de UTIs

São 20 leitos para o Hospital João Machado, em Natal, e 10 leitos para o Hospital Regional de Macaíba
Foto: Elisa Elsie/ASSECOM RN

O Governo do RN publicou nesta quinta-feira, 23, no Diário Oficial do Estado o Chamamento Público Emergencial Covid-19 – nº 02/2020 para contratar 30 novos leitos de UTIs, sendo 20 para o Hospital João Machado, em Natal, e 10 para o Hospital Regional Alfredo Mesquita Filho, em Macaíba.

A governadora Fátima Bezerra reitera que o Governo do RN vem trabalhando intensamente de forma integrada para evitar o pior na grave crise provocada pela pandemia: “Estamos superando dificuldades, adquirindo e restaurando equipamentos, contratando pessoal, resolvendo entraves, no sentido de realizar o melhor atendimento à população norte-rio-grandense. Contamos com o apoio dos demais Poderes do Estado, Legislativo e Judiciário, e também do Ministério Público e de instituições e empresas do setor privado. Queremos continuar também contando com o apoio do nosso povo”, declara a chefe de Executivo Estadual.

Ela reforça, ainda, a importância do isolamento social e recomenda à população para sair de casa apenas nas necessidades realmente essenciais e tomando as precauções recomendadas como o uso de máscaras. “Fazendo assim, e somando esforços, certamente vamos vencer a crise do novo coronavírus e retornar à normalidade”, afirmou.

O chamamento é cumprimento de acordo judicial celebrado entre o Estado do Rio Grande do Norte, o Conselho Regional de Medicina (CREMERN), Ministério Público do Estado (MPE) e Ministério Público Federal (MPRN) originado pela Ação Civil Pública nº 0004715-12.2012.4.05.8400.

Podem participar do Chamamento Público Emergencial: Organização Social, Instituição Filantrópica ou Sociedade Empresarial Hospitalar. A contratação contemplará equipamentos e mobiliários médico-hospitalares, fornecimento de acessórios, medicamentos, material médico-hospitalar, insumos e serviços profissionais.

O recebimento de proposta de preços e demais documentos é autorizado pelo Processo administrativo SEI nº 00610010.001038/2020-63.

As instituições e empresas podem participar com propostas cotação de preços total ou parcial. A contratação dos serviços será por prazo de 180 dias. O valor global máximo de custeio do Contrato de Gestão mensal é estimado em R$ 1,890 milhão e global, seis meses, com previsão de uso máximo de até R$ 11, 340 milhões por 30 leitos, sendo 20 leitos correspondentes ao valor mensal estimado de R$ 1,260 milhão e valor global estimado de R$ 7,560 milhões para o Hospital Doutor João Machado. A valoração indicada no Chamamento pode ser inferior a depender dos serviços prestados.

Para os dez leitos destinados ao Hospital Regional Alfredo Mesquita Filho, em Macaíba, o valor mensal estimado é de R$ 630 mil e valor global de R$ 3,780 milhões.

Os documentos de habilitação e proposta de preços devem ser enviados exclusivamente via correio eletrônico, para o e-mail [email protected], até as 23h 59m do dia 29 de abril de 2020, horário de Brasília.

O Governo do RN, através da Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP) busca com a implementação e gestão dos leitos de terapia intensiva alcançar os seguintes objetivos: pronto atendimento da situação de emergência; mitigação da existência de risco na prestação dos serviços de saúde à população; eficiência e qualidade dos serviços prestados ao cidadão e maior agilidade para operacionalização dos serviços.

Governo do RN fortalece parceria com municípios para o combate ao coronavírus

Fátima anunciou repasses de aproximadamente R$ 17 milhões aos municípios nos próximos dias.
Foto: Reprodução/Internet

O Governo do RN está fortalecendo a parceria e unindo esforços junto aos municípios para enfrentar a pandemia do novo coronavírus e lidar com a crise econômica decorrente do isolamento social imposto pela doença. Nesta quarta-feira (22) a governadora Fátima Bezerra e alguns secretários de Estado iniciaram o que será uma série de reuniões semanais por videoconferência com a Federação dos Municípios do RN (Femurn) e associações de prefeitos para discutir as principais ações a serem tomadas de agora em diante.

“Precisamos estar unidos e focados em superar esta crise, que nenhum gestor do mundo jamais enfrentou. As dificuldades que os municípios passam são praticamente as mesmas que passamos no Governo. Temos um inimigo comum, que é o coronavírus e a crise econômica. Mas tenho certeza que com muito diálogo e parceria venceremos esta fase difícil e sairemos mais fortes”, disse Fátima Bezerra.

A chefe do Executivo estadual anunciou alguns repasses que serão feitos aos municípios nos próximos dias. Serão aproximadamente R$ 17 milhões, sendo R$ 8,5 milhões do Programa Estadual de Transporte Escolar do RN (PETERN); R$ 4,8 milhões para o fundo de saúde via emendas parlamentares e R$ 3,6 milhões para serem gastos com assistência social.

A governadora ainda ressaltou a importância da aprovação do Projeto de Lei Complementar 149/2019 no Senado, que trata da reposição do ISS e de 25% da cota-parte municipal do ICMS para os municípios. “Vou entrar em reunião agora no Fórum de Governadores do Brasil e vamos fazer um verdadeiro mutirão hoje e amanhã para que esse projeto seja aprovado o mais rápido possível”, emendou a governadora.

O secretário de Planejamento e Finanças, Aldemir Freire, apresentou uma prévia do que deve ser a arrecadação do Rio Grande do Norte neste mês de abril. Houve queda no Fundo de Participação dos Estados (FPE), na arrecadação de ICMS, queda de 20% nos royalties de petróleo devido à queda no preço do barril, queda no Simples Nacional e 25% de inadimplência no IPVA. “Estimamos uma perda de mais de R$ 121 milhões em arrecadação em abril. Só superaremos esta crise com aporte do governo federal. Nossa prioridade absoluta é continuar pagando o servidor”, pontuou.

Já o secretário de Gestão de Projeto e Metas, Fernando Mineiro, reforçou a importância de o Executivo estadual contar com a parceria e compreensão dos municípios neste momento de crise. Mineiro também destacou os esforços junto ao Banco Mundial para adequar os recursos do acordo de empréstimo à essa nova realidade. “Já conseguimos aprovação do Banco para investir mais de R$ 3 milhões na aquisição de equipamentos e mobiliário para a rede de saúde e em breve anunciaremos mais investimentos para combater a Covid-19”, disse.

O presidente da Femurn, Naldinho Araújo, agradeceu a parceria com o Governo do Estado no enfrentamento da pandemia e destacou a importância de algumas ações que estão sendo tomadas em alguns municípios, em consonância com os decretos publicados pelo executivo estadual. A prefeita de Riacho da Cruz, Bernadete Rêgo, por exemplo, publicou decreto disciplinando o uso de máscaras em lugares públicos. “Foi uma medida importante para prevenir o contágio da doença em nosso município”, disse.

Além da governadora e dos secretários Mineiro e Aldemir, participaram da videoconferência o controlador geral do Estado, Pedro Lopes, presidente da Federação dos Municípios do RN (Femurn), Naldinho Araújo, prefeito de Brejinho e presidente da Associação dos Municípios do Litoral e Agreste Potiguar (AMLAP), João Gomes, prefeito de Cruzeta e presidente da Associação do Seridó Oriental (AMSO), José Sally, prefeito de Timbaúba dos Batistas e presidente da Associação do Seridó, Chilon Batista e a prefeita de Riacho da Cruz e presidente da Associação de Municípios do Oeste, Bernadete Rêgo.

Governo inclui óticas e manutenção predial como atividades essenciais

Nova portaria esclarece alguns pontos da lista de serviços essenciais, atendendo demanda do setor do comércio.
Foto: Reprodução/Koron Getty

Nesta quarta-feira (15), o Governo do Estado publica a portaria conjunta n° 002/2020, do Gabinete Civil e das secretarias estaduais de Saúde e de Desenvolvimento Econômico, especificando as atividades essenciais previstas no Decreto Estadual n° 29.583, de 1º de abril de 2020.

De acordo com a portaria, são consideradas atividades essenciais a venda, manutenção e conserto de óculos, próteses, órteses, aparelhos auditivos e correlatos, manutenção predial, manutenção e conserto de elevadores, manutenção e conserto de eletrônicos, eletrodomésticos e máquinas industriais, incluídas lavadoras residenciais e industriais, micro-ondas, fogões, ar condicionado, câmaras frigoríficas, freezers, dentre outros.

Além disso, o texto também esclarece que as oficinas, borracharias e lojas de autopeças são consideradas parte das atividades essenciais independentemente da localização do estabelecimento. Segundo o secretário-chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, a portaria visa esclarecer alguns pontos da lista de serviços essenciais, atendendo demanda do setor do comércio.

No dia 13 de abril a Federação do Comércio entregou documento ao Governo no qual apresentou sugestões e justificativas de acréscimo para as atividades essenciais, dentre as quais o setor ótico. “Os varejos óticos atendem emergências de usuários de óculos de altas correções, as quais, sem a disponibilização e utilização dos óculos, o paciente fica totalmente privado de suas atividades diárias e podendo, ainda, sofrer acidentes domésticos e de trânsito, principalmente as pessoas idosas”, reforçou a entidade patronal no documento apresentado ao Governo.

Sesap e Unp iniciam capacitação de profissionais e estudantes para a Covid-19

A princípio, serão ministrados dois cursos: “Paramentação e Desparamentação para manejo de pacientes com Covid-19” e “Protocolo de Manejo Clínico do Covid-19: Atendimento inicial a SRAG e Procedimentos de Alta Complexidade”.
Foto: Reprodução/Internet

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), em parceria com a Universidade Potiguar (UnP), integrante da rede Laureate, deu início, ontem (13), ao treinamento para o combate à Covid-19 voltado para aproximadamente 300 profissionais da saúde e estudantes dos últimos anos de medicina. Inicialmente, a primeira etapa de treinamentos será realizada em Natal, com o apoio da UnP, cuja a iniciativa é fruto de pactuação das contrapartidas institucionais, firmadas entre Instituições de Ensino e a Sesap, a partir do Convênio de Cooperação Técnica.

Os grupos iniciaram as capacitações teóricas por webconferência, na tarde desta segunda-feira (13). A princípio, serão ministrados dois cursos: “Paramentação e Desparamentação para manejo de pacientes com Covid-19” e “Protocolo de Manejo Clínico do Covid-19: Atendimento inicial a SRAG e Procedimentos de Alta Complexidade”.

Os treinamentos envolvem servidores da Grande Natal, Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros. Somente na capital, a UnP capacitará 91 profissionais que, além da teoria, terão aprendizados práticos na Unidade Salgado Filho. Todo o treinamento presencial segue as normas de segurança estabelecidas pelos órgãos de vigilância sanitária para o distanciamento social, com pequenas turmas de até 8 pessoas, com horários pré agendados.

Na Região Metropolitana, eles atuarão em diversas unidades de saúde, como o Hospital Giselda Trigueiro, referência em doenças infectocontagiosas. No interior, eles estarão nos Hospitais Rafael Fernandes e Tarcísio Maia (ambos em Mossoró), Hospital Telecila Freitas (Caicó) e Hospital Cleodon Carlos (Pau dos Ferros).

As práticas serão descentralizadas para outras regiões do estado, em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através da Escola Multicampi de Ciências Médicas, Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) e a Faculdade Evolução.

Já os estudantes, que estão nos últimos anos de Medicina da UnP, atuarão no combate à pandemia após a conclusão do curso e, assim já sairão capacitados para apoiarem as ações do poder público frente ao coronavírus.

“Para a UnP, é uma grande satisfação apoiar esta ação de treinamento do Governo do Estado. Com parcerias como esta, cumprimos nossa missão social como instituição de ensino em capacitar – comunidade e nossos alunos – especialmente neste momento em que vivemos perante à Covid-19”, afirma o Reitor da UnP, Prof. Dr. Breno Schumaher.

As capacitações abordando a temática da Covid-19 foram iniciadas na primeira semana de fevereiro pela Sesap, de forma presencial e a distância.  Para os próximos dias, estão previstas ações abordando ventilação mecânica e outros procedimentos de alta complexidade para equipes que atuam em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). A Sesap capacitará também higienistas e maqueiros que atuarão nos hospitais através do contrato temporário.

Deputado Kleber Rodrigues propõe juros zero para linhas de crédito

Os benefícios atingem diretamente os microempreendedores que sejam regularmente inscritos com endereço cadastrado e que atuem no Rio Grande do Norte.
Deputado estadual Kleber Rodrigues (Foto: Reprodução/ALRN)

Blog A Fonte

Preocupado com as consequências econômicas provocadas pela crise da Covid-19, o deputado estadual, Kleber Rodrigues (PL) apresentou novo Projeto de Lei propondo a concessão de maior período de carência e juros zero para linha de crédito, junto à Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN).

Os benefícios atingem diretamente os microempreendedores que sejam regularmente inscritos com endereço cadastrado e que atuem no Rio Grande do Norte.

“Desde que a crise se instalou me preocupo com as consequências da saúde pública e os efeitos econômicos que ela vai causar. Pensando nisso, resolvi apresentar esse Projeto de Lei na certeza que será acatado pelos meus pares e pela governadora Fátima Bezerra”, disse o deputado.

O projeto prevê ainda que a concessão deverá permanecer durante todo o período de emergência de saúde pública ficando a regulamentação a cargo da Agência de Fomento do Rio Grande do Norte (AGN) que estabelecerá critérios de aplicação.

Sesap divulga nova atualização do boletim da Covid-19

De acordo com o boletim nº 22, o Rio Grande do Norte possui 176 casos confirmados. Destes, 171 são residentes em 15 cidades do Estado e cinco são de pessoas residentes em outros estados e que foram atendidas no RN.
Foto: Reprodução/Internet

O Rio Grande do Norte possui 176 casos confirmados. Destes, 171 são residentes em 15 cidades do Estado e cinco são de pessoas residentes em Fortaleza (2), Manaus (1), Recife (1) e Salvador (1), que foram atendidas no RN.

Ao todo, são 2.288 casos suspeitos, de 134 municípios do Estado e de outras regiões do Brasil (pessoas que receberam atendimento em serviços de saúde do RN), 465 casos descartados e quatro óbitos.

O boletim epidemiológico na íntegra, com os dados atualizados, está disponível no site saude.rn.gov.br

Confira Aqui o Boletim nº 22

Lembre-se: higienize as mãos sempre que necessário com água e sabão ou álcool em gel.

Núcleo da UFRN inicia produção de álcool 70% para unidades de saúde

A produção será destinada às unidades de saúde da UFRN (hospitais universitários e Diretorias de Atenção á Saúde do Servidor – DAS) e à Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap)
Foto: Reprodução/Internet

Tribuna do Norte

O Núcleo de Pesquisa em Alimentos e Medicamentos (Nuplam/UFRN) produziu os primeiros mil litros de álcool liquido antisséptico 70% para ajudar as unidades de saúde durante a pandemia do Covid-19. A produção será destinada às unidades de saúde da UFRN (hospitais universitários e Diretorias de Atenção á Saúde do Servidor – DAS) e à Secretaria de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) para distribuição aos seus estabelecimentos de saúde.

A unidade dispõe ainda de pelo menos 10 mil litros de álcool concentrado que passará por processo de transformação para álcool 70%, mais adequado para matar o vírus e bactérias, pois não evapora tão rápido quanto o álcool absoluto. Os insumos necessários, álcool, embalagem, rotulagem, estão sendo destinados através de doação ou por meio de compra direta partilhada entre a UFRN e o governo do Estado.

O produto está sendo envasado, lacrado e rotulado no próprio Nuplam em garrafas plásticas de 1,5 litro e depois encaixotado em lotes para controle. Por hora, não há previsão para a produção de álcool em gel devido à falta de polímero no mercado, mas segundo a vice-diretora do Nuplam, Lourena Mafra, o Núcleo aguarda a importação do produto, ao mesmo tempo em que são feitas pesquisas de alternativas para o uso de outros espessantes que possam substituí-lo.

Mais polos produtores

Desde a semana passada, o Departamento de Farmácia da UFRN(DFARM) já está produzindo álcool para auxiliar os serviços de saúde do estado durante a pandemia da Covid-19. A unidade do Centro de Ciências da Saúde (CCS/UFRN) tem capacidade instalada para produzir até 1.200 litros do produto por dia, mas esse trabalho específico depende exclusivamente de doações.