Nota de Pesar Brunninha

Governadora divulgar nota de pesar
Foto(Reprodução/Internet)

A notícia da morte da menina Brunninha entristece a todos nós. Desde a semana passada estávamos aflitos, em orações, o Rio Grande do Norte, todo torcendo para que a cirurgia de transplante de coração fosse realizada com sucesso. À família, amigos, aos profissionais que cuidaram de Brunninha com tanta dedicação e carinho, os nossos sentimentos, nossas preces. Nessas horas faltam-nos as palavras. Que as lembranças dos bons momentos por ela vividos ajudem os pais, parentes e amigos a superarem a dor e a saudade. Em nossos corações, Brunninha viverá para sempre!

Fátima Bezerra

Mãe do técnico Tite, dona Ivone Bacchi morre aos 83 anos, no interior do RS

Clássico Ca-Ju teve um minuto de silêncio em homenagem à mãe do técnico da Seleção
Foto: Reprodução/RBS TV

Por Cláudia Alessi /Caxias do Sul

A mãe de Tite, Dona Ivone Bacchi, faleceu na tarde deste sábado em Ana Rech, no interior de Caxias do Sul, na região serrana do Rio Grande do Sul. A senhora tinha 83 anos e o óbito decorreu de causas naturais, na residência onde morava.

Dona Ivone Bacchi será velada na noite deste sábado, no Memorial São José de Caxias do Sul. O sepultamento ocorrerá no Cemitério Parque de Caxias do Sul, no final da tarde de domingo.

Antes do início do clássico Ca-Ju, disputado neste sábado no Estádio Alfredo Jaconi, os jogadores fizeram um minuto de silêncio. Tite foi técnico do Caxias e campeão do Gauchão em 2001.

Dona Ivone sempre foi uma incentivadora do filho, com quem dividia a fé nas orações. Durante a Copa do Mundo, inclusive, acompanhava as partidas com a camisa da Seleção no colo. Tite não cansava de demonstrar o orgulho e dizia que o sucesso que tinha alcançado decorria da criação da família:

– Eu só cheguei até aqui porque eu tive uma grande mãe, um grande pai e um grande irmão.

Era no colo da mãe, no interior do Rio Grande do Sul, que o treinador buscava recuperar as energias. O comandante foi campeão do mundo pelo Corinthians em 2012, no Japão. No retorno ao Brasil, comemorou o título com dona Ivone.

– Ele merece tudo isso – disse a senhora, na época, sem conter a emoção.

– Me sinto fortalecido a cada vez que ouço a voz dela – se derreteu o treinador.

Por meio das redes sociais, o Corinthians lamentou o falecimento. Desejou “força” ao treinador, familiares e amigos.