Não há registro de novas manchas de óleo no Nordeste, diz força-tarefa

Marinha, no entanto, não descarta aparecimento de mais manchas
Manchas escuras também foram vistas na praia de Camurupim, no RN (Foto: Redes Sociais)

Agência Brasil

A força-tarefa que analisa o vazamento de óleo que se alastrou pelo litoral da Região Nordeste informou que não houve registro de novas manchas nesta segunda-feira (14). A Marinha, no entanto, não descarta a possibilidade de aparecimento de mais óleo nas praias da região.

Segundo os militares, não é possível afirmar que a fonte do vazamento tenha se esgotado. A força-tarefa de limpeza, que conta com 1.583 militares de 48 organizações e 74 civis, informou que mais de 200 toneladas de resíduos contaminados já foram isoladas.

Formado pela Marinha, pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), o grupo montou uma central de monitoramento para medir o impacto ambiental do acidente, de origem ainda desconhecida.

A descontaminação das praias segue sem perspectiva de ser finalizada.

Prefeitura de Macaíba promove o desmatamento de árvores no conjunto Alfredo Mesquita

Mais uma pra conta da prefeitura, mais de 10 árvores foram derrubadas de um canteiro que não atrapalha em nada a obra da Praça da Juventude

Foto: Reprodução/Rede Social

Em meio a semana alusiva ao dia da árvore, comemorado na última sexta-feira (21), a Prefeitura promoveu um verdadeiro desmatamento no Conjunto Alfredo Mesquita, no local onde está sendo construída a Praça da Juventude.

De acordo com moradores, mais de uma dezena de árvores arborizavam a Rua Centenário, deixando o clima mais limpo e agradável para os moradores.

Árvores essas que foram plantadas a mais de um década e que não apresentava nenhum risco de desabar. Apenas por conveniência da gestão municipal em construir uma praça que já vem se arrastando há mais de 12 anos.

“Esperamos que a prefeitura tome alguma atitude louvável e pense o quanto antes na tragédia que fez ao meio ambiente e plante novas árvores. E isso estamos vivenciando num período em que o Brasil passar por momentos críticos de incêndios e desmatamentos na Amazônia”, disse um morador ao Macaíba News.

Manifestantes protestam em Natal em defesa da Amazônia

Grupo se reuniu na esquina das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira e saiu em caminhada em direção ao Ibama.
Manifestantes protestam em defesa da Amazônia em Natal (Foto: Sergio Henrique Santos/InterTV Cabugi)

Por Sergio Henrique Santos, InterTV Cabugi

Manifestantes se reuniram neste sábado (24) em protesto contra a destruição e o aumento de queimadas na Amazônia. O grupo se reuniu na esquina das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira por volta das 15h30. De lá, eles saíram em caminhada em direção à sede do Ibama na capital potiguar, na Avenida Alexandrino de Alencar. O ato acabou por volta das 18h.

O protesto contou com a participação de índios da aldeia Catu, em Canguaretama, no litoral sul do estado.

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), as queimadas no Brasil aumentaram 82% em relação ao ano de 2018, se compararmos o mesmo período de janeiro a agosto.

De acordo com a Nasa (Agência Espacial Norte-Americana), 2019 é o pior ano de queimadas na Amazônia brasileira desde 2010.

A Amazônia concentra 52,5% dos focos de queimadas de 2019, segundo os dados do Programa Queimadas.

Projeto de Zenaide para prevenir catástrofes ambientais é aprovado na Comissão de Infraestrutura

A Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado (CI) aprovou, nesta terça-feira (11), proposta de autoria da senadora Zenaide Maia para aumentar a segurança e a sustentabilidade das atividades de mineração, ao exigir critérios mais rigorosos para exploração de jazidas minerais.
Senadora Zenaide (Foto: Reprodução/Senado)

Facebook Zenaide Senadora

A Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado (CI) aprovou, nesta terça-feira (11), proposta de autoria da senadora Zenaide Maia para aumentar a segurança e a sustentabilidade das atividades de mineração, ao exigir critérios mais rigorosos para exploração de jazidas minerais. O Projeto de Lei (PL) 1.303/19 altera o Decreto-Lei 227/67, conhecido como Código de Minas, para exigir que essas empresas apresentem projeto de gerenciamento de risco de eventuais desastres ambientais antes de obterem a concessão da lavra.

“Nossa intenção é prevenir, para que tragédias como as de Mariana e Brumadinho não voltem a ocorrer. O que adianta fazer CPI depois? Temos é que aumentar a responsabilidade das empresas em relação ao meio ambiente e às vidas das comunidades que vivem próximas a elas”, destacou a senadora.

O Projeto de Lei (PL) 1.303/2019 segue agora para análise da Comissão de Meio Ambiente (CMA).

Se avistar o jacaré da Pista Nova, chame a Polícia Ambiental

De acordo com o biólogo Romerito Ferreira, deve entrar em contato imediatamente com a Polícia Ambiental para solicitar a captura do animal. Os telefones são o 190 ou o 3201-3985 do Parque das Dunas.
Jacaré flagrado em plena Pista Nova, próximo ao pórtico da cidade

Tendo em vista a aparição do jacaré do papo amarelo na Pista Nova, o blog Macaíba News conversou com algumas pessoas que afirmam ter visto o animal outras vezes. Porém, não tão de perto como o registro fotográfico realizado na noite de ontem (03). Por essa razão, o blog entrou em contato com o biólogo, Romerito Ferreira, a fim de colher informações a respeito do que dever ser feito no caso  de alguém avistar o jacaré novamente.

“Se o jacaré for visto em área urbana outra vez, deve-se imediatamente ligar para a Polícia Ambiental, a fim de que seja solicitada a captura do animal. Atualmente, o Comando da Polícia Ambiental está sem telefone para atendimento externo, devido a falta de pagamento do nosso governador, mas as pessoas podem entrar em contato com o Parque das Dunas, telefone 3201-3985, ou com a própria Polícia Militar, através do 190, que eles encaminham a ligação para a Polícia Ambiental”, afirmou Romerito.

Ainda de acordo com o biólogo, as pessoas que, por ventura, tiverem a ideia de capturar o animal, estarão cometendo um crime ambiental previsto na Lei Federal Nº 9605/98, conhecida como Lei dos Crimes Ambientais. “Maltratar, matar ou causar qualquer danos ao animal é crime ambiental. Somente pessoas com autorização de órgão competente podem realizar a captura”, finalizou.

Prefeitura de Macaíba inicia limpeza da calha urbana do Rio Jundiaí

Na manhã desta quarta-feira (22), a Prefeitura de Macaíba iniciou uma operação de limpeza no trecho do Rio Jundiaí que corta o centro de Macaíba. O mutirão será estendido até a próxima sexta-feira (24).

Cerca de 20 trabalhadores participaram deste primeiro dia de operação. Segundo a prefeitura, foram recolhidos diversos tipos de materiais, dentre os quais: pneus, copos plásticos, garrafas pet, embalagens de papelão, latinhas de refrigerante e até carcaças de aparelhos eletrônicos como TV e monitor de computador.

UFRN convida gestores municipais para conferência de Saneamento Básico

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) sedia, na próxima segunda-feira (13), a primeira etapa de 2017 da série de conferências regionais do projeto de apoio técnico entre a Universidade e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), que dá apoio técnico a 86 municípios do RN para elaboração dos Planos Municipais de Saneamento Básico (PMSB).

A conferência acontece às 9h, no auditório da Reitoria da Universidade e deve contar com a participação de prefeitos, secretários e representantes dos comitês responsáveis pela elaboração dos planos de saneamento de municípios das regiões Litoral, Agreste e Mato Grande.

Essa é a primeira de uma série de três conferências que divide o estado em três grupos de municípios. O segundo encontro será realizado no dia 16, às 9h, no Auditório da UFRN em Currais Novos. Já no dia 23, acontece a conferência para municípios da região Oeste, no Auditório do Campus da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa) de Caraúbas, a partir das 9h. Todos os eventos contam com a participação de representantes do Ministério Público e da Funasa.

O objetivo das conferências é sensibilizar as autoridades sobre a importância de participar ativamente da elaboração dos planos e apontar a necessidade de apoio dos gestores para o desenvolvimento das atividades até dezembro deste ano. Esse foi o prazo estipulado pelo Governo Federal para que os municípios aprovem seus planos e possam ter acesso a recursos para obras de saneamento.

Mais informações sobre o projeto podem ser consultadas no site do projeto.

Portal da UFRN