Emídio Jr. e Denilson Gadelha dão o primeiro passo para resolver o problema da falta d’água em Macaíba

Ao blog Senadinho Macaíba, o vereador Emídio Jr. afirmou que essa reunião foi o primeiro passo em direção à solução do problema. E o vereador Denilson Gadelha disse que é preciso um somatório de esforços para solucionar o problema. Assesse:
Vereadores Emídio Jr., Denilson Gadelha e ex-vereador Edivaldo Emídio (Foto: Assessoria/Emídio Jr.)

Do Senadinho Macaíba

Na manhã desta terça-feira (15), os vereadores Emídio Júnior, Denilson Gadelha e o ex-vereador Edivaldo Emídio estiveram reunidos com o diretor geral de Planejamento e Finanças da CAERN, George Freire, e com o chefe de Operação da CAERN em Macaíba, Marco Aurélio. Na ocasião, os edis entregaram uma lista com mais de 50 localidades – bairros, ruas e comunidades rurais – nas quais, segundo os próprios moradores, a falta d’água é um problema constante. Ao Senadinho, o vereador Emídio afirmou que essa reunião foi o primeiro passo em direção à solução do problema.

“Na reunião de hoje, demos o primeiro passo para resolver o problema da falta de água que se espalhou por toda a cidade. A partir de uma consulta feita aos próprios cidadãos, e também do conhecimento que temos das zonas urbana e rural, elaboramos uma lista com mais de 50 localidades e cobramos soluções de curto, médio e longo prazo, pois o problema é complexo e não será resolvido do dia para a noite. Porém, com fé em Deus e ajuda do povo iremos batalhar para que a população de Macaíba tenha um abastecimento d’água de qualidade”, afirmou.

Já o vereador Denilson Gadelha acredita que, apesar de todas as dificuldade, é possível resolver o problema a partir de uma somatória de esforços. “Vimos o outro lado da moeda, que são as dificuldades que Órgão enfrenta, tais como: vazamentos, desvios de água, escassez de chuva, equipamentos antigos e até mesmo a violência, desde o furto de componentes elétricos até a limitação nos horários que se pode manejar as bombas. É preciso, então, um somatório de esforços para solucionar o problema. Mas acreditamos que tudo dará certo”, declarou.

Vereador Igor Targino reafirma apoio e Zeca Cunha adere à campanha de Carlos Eduardo

Igor Targino reafirmou seu apoio e Zeca Cunha foi mais uma adesão importante na candidatura de Carlos Eduardo.
Foto: Assessoria/Igor Targino

Na semana passada, os vereadores Igor Targino e Zeca Cunha se reuniram com Carlos Eduardo, para declarar apoio em sua candidatura ao Governo do RN.

Igor Targino reafirmou seu apoio e Zeca Cunha foi mais uma adesão importante na candidatura de Carlos Eduardo. O encontro também contou com o apoio do amigo Nilsinho de Traíras.

Câmara Municipal aprova projeto de lei que proíbe incentivos fiscais para empresas condenadas por corrupção

O projeto é de autoria do vereador Igor Targino.
Igor Targino discursando no plenário da Câmara Municipal de Macaíba

O Projeto de Lei 019/2018, de autoria do vereador Igor Targino, foi aprovado e proíbe o Poder Público Municipal de conceder programas de incentivos fiscais como parcelamento de débitos e isenções tributárias à pessoa jurídica que tenha sido condenada pela Lei Federal 12.846/2014 (Lei Anticorrupção), com decisão judicial transitada em julgado, pelo período de 5 a 10 anos.

“O impedimento de participação das empresas condenadas em programas de parcelamento de débitos, isenções tributárias ou mesmo de licitações cria a perspectiva de que a corrupção pode inviabilizar a atividade da empresa como um todo, assim evitando que outras também adotem práticas ilícitas no futuro”, afirmou o  vereador Igor Targino.

Assessoria

Emídio Jr. e Denilson Gadelha declaram apoio à senadora Fátima Bezerra

Além dos dois vereadores, os ex-vereadores Edivaldo Emídio e Tomaz Sena, e o presidente do PC do B de Macaíba, Hárryson Magalhães, também declararam apoio à Fátima.
Edivaldo Emídio, Emídio Jr., Fátima Bezerra, Thomas Sena, Denilson Gadelha e Hárryson Magalhães (Foto: Assessoria/Emídio Jr.)

Na manhã desta terça-feira (21), os vereadores da oposição, Emídio Jr. e Denilson Gadelha, estiveram reunidos com a senadora Fátima Bezerra e declararam apoio à sua candidatura ao Governo do Estado. Além deles, participaram da reunião os ex-vereadores, Edivaldo Emídio e Tomaz Sena, e o presidente do PC do B de Macaíba, Hárryson Magalhães, que também declararam apoio à candidatura de Fátima ao Governo.

“O povo de Macaíba está sofrido, assim como em todo o nosso estado. O governo que aí está é o governo da mentira. Falta de tudo: saúde, segurança, educação, etc. Por essa razão, a população vê na senadora Fátima Bezerra uma alternativa para tirar o RN e nossa cidade do caos implantado pela desastrosa administração de Robinson Faria e seus aliados políticos”, declarou o vereador Emídio Jr. ao blog Senadinho Macaíba.

“O que Robinson Faria e Ederlinda Dias fizeram por Macaíba?”, questionou Igor Targino

Na primeira sessão ordinária após o primeiro recesso parlamentar desse ano, o vereador Igor Targino ressaltou que Macaíba foi esquecida pelo governador e os seus aliados em Macaíba.
Vereador Igor Targino (Foto: Édjos Brasil/CMM)

Na primeira sessão ordinária, após o recesso parlamentar, realizada na tarde de ontem, quarta-feira (1), o vereador Igor Targino parabenizou clube macaibense Cruzeiro do Pé do Galo pela conquista do título na 2ª Copa Agreste e abordou o clima de insegurança que Macaíba vem sofrendo nos últimos meses.

Em sua fala o vereador ressaltou que Macaíba foi esquecida: “O que o Governador Robinson Faria fez por Macaíba? […] Está lá sentado no gabinete e só vem aqui em época de eleição. […] O prefeito não está preocupado pois não reside na cidade, não se pronuncia, mas quando chegar a campanha quer eleger a cunhada e pedir voto para Robinson. Macaíba não pode aceitar isso”.

O vereador Silvan Freitas pediu uma parte do tempo para sair em defesa da pré-candidata do prefeito, Dr. Ederlinda Dias: “Eu acho que você não conhece bem ou não mora em Macaíba, […] Ela conseguiu reabrir o hospital e dez leitos de UTI […] eu acho que você tem que lavar a boca primeiro pra poder falar mal da doutora aqui nessa casa”.

Em resposta, o vereador Igor Targino relatou “[…] Com todo o respeito que lhe tenho, eu acho que quem tem que lavar a boca aqui é o senhor. Eu moro na rua lateral do Asfarn desde os nove anos de idade e nunca sai. […] me mostre onde mora a Dr. Ederlinda e o Prefeito Fernando Cunha aqui em Macaíba, me diga onde é a casa do Prefeito. […] O hospital quem reabriu foi o Ministério Público e vou dizer isso nos quatro cantos de Macaíba”.

Assessoria

Vereador Igor Targino visita a comunidade Indígena Lagoa do Tapará

A principal reivindicação da comunidade é o calçamento da estrada do Tapará, promessa feita pelo prefeito em 2014 e até hoje não foi cumprida.
Vereador Igor Targino sendo recebido pelas lideranças indígenas.

Na manhã de ontem, sexta-feira (27), o vereador Igor Targino visitou a comunidade (Aldeia) indígena Lagoa do Tapará, após o convite de alguns moradores, para conhecer os problemas enfrentados em relação ao calçamento da mesma.

“O pedido para realizar o calçamento da estrada foi feito em 2014. Iniciaram o trabalho mas foi somente até a Vila Olímpica e a comunidade não foi atendida. De certa forma esse pedido está sendo ignorado por mais de quatro anos.” relatou o vereador.

Vereador Igor Targino ouvindo a reivindicação da comunidade.

As péssimas condições da estrada que liga a comunidade ao centro da cidade faz com que a poeira aumente e coloque em risco a saúde dos moradores. Os carros de lotação estão tendo um custo maior com a manutenção devido aos buracos e muita lama após as chuvas.

“Não vamos acabar o protesto até que a comunidade seja ouvida, que o prefeito ou algum representante da gestão municipal venha conversar pessoalmente com os moradores.” afirmou a Profª e líder comunitária Francisca Bezerra.

Assessoria

Projeto de Lei do Ver. Igor Targino propõe a utilização de lâmpadas de LED em espaços públicos

Infelizmente, o Projeto de Lei Nº018/2017 que propõe a utilização de lâmpadas de LED foi vetado pelo prefeito e pelos vereadores da situação, mas isso não tira a importância da proposta do vereador Igor Targino para nossa cidade.
Foto: Assessoria/Igor Targino

Por Assessoria 

VOCÊ SABIA? O vereador Igor Targino é autor do Projeto de Lei Nº018/2017 que propõe a utilização de lâmpadas de LED (Light Emitting Diode ou Diodo Emissor de Luz), nos espaços públicos de Macaíba.

O PL foi aprovado na Câmara, mas foi vetado pelo Prefeito. No retorno do projeto à câmara, a maioria dos vereadores seguiram o veto e infelizmente esse projeto de tamanha importância não se tornou lei no município.

As lâmpadas de LED possuem um alto rendimento e diminuem em até cinco vezes o consumo de energia elétrica, pois a energia consumida é revertida em iluminação e não em calor. Não possui em sua composição metais pesados como chumbo e mercúrio e não há necessidade de um descarte especial como as lâmpadas fluorescentes.

Em termos de durabilidade (1 LED = 50 lâmpadas incandescentes) a vida útil é maior, com isso reduz a necessidade de troca. Um dos principais benefícios é a redução de gastos, temos mais de 80% de economia com uma luminosidade mais potente do que as outras lâmpadas e não emite radiação IV/UV, o que evita danos à pele.

Auxiliam na redução de atropelamentos no período noturno e para ampliar a seguridade, as vias públicas precisam estar bem iluminadas, com isso a população pode circular pela cidade independente do horário.

Empréstimo de R$ 20 milhões é aprovado pela Câmara. Vereadores da oposição votaram contra

Dos 15 vereadores, apenas Emídio Júnior, Zeca Cunha, Denilson Gadelha e Igor Targino votaram contra o projeto de lei que autorizava o prefeito a realizar mais um empréstimo absurdo de R$ 20 milhões, deixando os cofres da Prefeitura ainda mais endividados.
Bancada da oposição de Macaíba: vereadores Zeca Cunha, Denilson Gadelhar, Igor Targino e Zeca Cunha (Foto: Assessoria/Emídio Jr.)

Na última terça-feira (12), a Câmara Municipal de Macaíba aprovou o projeto de lei Nº011/2018, que autorizou o Poder Executivo a realizar mais um empréstimo absurdo de R$ 20 milhões com a Caixa Econômica Federal. Dos quinze vereadores, apenas os vereadores da oposição, Emídio Júnior, Zeca Cunha, Denilson Gadelha e Igor Targino votaram contra o empréstimo.

De acordo com o texto da Lei, o dinheiro será utilizado para a pavimentação e faz parte de um programa Ministério das Cidades chamado de “ Cidades – Mobilidade Urbana. Porém, os vereadores da oposição argumentaram que Macaíba é uma cidade rica e que, portanto, o empréstimo era desnecessário e só serviria para endividar a cidade. Vejamos o que disse cada uma dos vereadores:

Emído Júnior

“Temos que ter o maior cuidado possível com relação a esses empréstimos mirabolantes, para não corrermos o risco de virar uma bola de neve e ficar uma coisa impraticável, a exemplo do governo estadual. (…) Se por acaso nós soubéssemos de forma mais detalhada de quando o empréstimo começa, a carência, quando inicia e quantos anos vai durar o pagamento… Se tivéssemos uma preparação inicial poderia ficar até mais fácil. Mas não! A gente vai aprovar o negócio as carreiras como se, por acaso, o mundo fosse acabar amanhã! Eu não acho necessário.”

Zeca Cunha

“O que me deixa estarrecido é uma Prefeitura rica, com uma arrecadação de quase R$ 13 milhões mensal e, de repente, quererem fazer tudo em seis-sete meses agora, nessa campanha. A campanha para prefeito é daqui há quase dois anos. Lógico que o povo macaibense está precisando de estradas e ruas calçadas, mas para que endividar a prefeitura? (…) Agora querem fazer um empréstimo de R$ 20 milhões para fazer todas as obras de uma vez só. O que é que vão pensar? Querem eleger a cunhada deputada.”

Denilson Gadelha

“Toda hora essa Câmara está de joelho. O Poder Executivo vem, empurra de goela abaixo, a gente se ajoelha e tem que fazer? Sujugando essa Câmara toda hora. Isso não é parceria não! Isso é uma humilhação que se faz com essa Casa! Projetos importantes que devem ser discutidos com o povo, com os vereadores, pessoas técnicas. Podia-se até fazer uma audiência pública. Mas não: chega na  calada da noite, na última sessão legislativa do período, empurra no regime de urgência e faz uma votação no atacado. (…) A gente está toda hora de joelho. É por isso que qualquer um se torna gigantes na frente da gente. Às vezes, não é porque a gente é pequeno, não. Às vezes, é porque a gente está de joelho com a cara para a lua”

Igor Targino

“Todo ano é assim: na última sessão esse problema de regime de urgência. Isso não pode acontecer, senhor presidente. E vamos também parar de olhar pelo retrovisor. Vamos falar dessa gestão. A gestão passada já passou. Vamos olhar para a frente, porque é olhando para o retrovisor que o estado está falido, com o governador Robinho, que só sabe colocar a culpa nos governadores passados. (…) Como é que a gente vai votar um projeto desse ler, sem estudar e sem analisar? Não tem como! Chega na última sessão do ano, eles ficam mandando de um em um. Mandaram uns de manhã, outros agora de tarde, modificaram o projeto… Temos que para com isso! Eles tiveram o mês de fevereiro, abril, março, o semestre todinho para mandar o projeto. Aí mandam no último dia? E ainda dizem que não querem fazer as coisas às escuras? Está num apagão geral senhor presidente! A Câmara não pode aceitar isso! Essa Casa não é a cozinha da Prefeitura”.

Integra do Projeto de Lei

Projeto de lei Nº011/2018, que autorizou o Poder Executivo Municipal realizar um empréstimo de R$ 20 milhões com a Caixa Econômica Federal para pavimentação de ruas.

Assista aos pronunciamentos dos vereadores:

Vereadores da oposição visitam Posto de Saúde da Maré

A visita foi realizada na manhã desta terça-feira 12, pelos vereadores Emídio Júnior, Igor Targino e Zeca Cunha.
Laboratório do Posto da Maré: Igor Targino, Emídio Júnior, Zeca Cunha e um funcionário (Foto: Assessoria/Emídio Jr.)

Na manhã de hoje (12), os vereadores Emídio Júnior, Igor Targino e Zeca Cunha realizaram uma visita ao Centro de Saúde Luís Antônio Fonseca Santos, mais conhecido como Posto da Maré.

De acordo com assessoria do vereador Emídio, a visita iniciou pela sala de fisioterapia, onde foi encontrado equipamentos muito antigos e enferrujados. Depois, os vereadores seguiram para a farmácia e constataram a falta de medicamentos, como Gadernal, Clonazepam e Amitripitilina.

Farmácia do Posto da Maré Vereadores conversam com o farmacêutico (Foto: Assessoria/Emídio Jr.)

Após isso, as autoridades conversaram com o povo, a fim de que pudessem conhecer a verdadeira realidade de quem busca, diariamente, antedimento de saúde. O vereador Emídio Júnior fez um breve relato de como foi a conversa com a população: 

“A senhora Francineide nos relatou que toma oito comprimidos controlados todos os dias, mas que, desde fevereiro, tenta uma consulta com psiquiatra e não consegue.

Já a dona Neusa afirmou que o resultado do risco cirúrgico dela demorou dois anos para sair, algo que deveria ser prioridade, pois a avaliação médica é pré-requisito para precisa fazer uma cirurgia.

Conversamos também com as senhoras Diana e Maria Leonora, ambas com marcação de exames. Diana faz seis meses que luta por uma cirurgia para seu esposo, que está com um cisto nas costas. Já dona Leonora aguarda uma transvarginal desde 2016″, afirmou.

Vereadores conversando com a população (Foto: Assessoria/Emídio Jr.)

O vereador termina seu depoimento falando que, devido a grande quantidade de problemas encontrados, ele e os outros vereadores retornarão em breve para fazer uma visita.

“São muitos e muitos casos de exames que demoram meses/anos, medicamentos que estão em falta e equipamentos que precisam ser trocados ou consertados, além da falta de ventiladores nas paredes, luzes no teto e banheiros sem o mínimo de conforto e acessibilidade. Em breve, retornaremos para mais uma visita”.

Assessoria

Igor Targino acusa o prefeito de perseguição política. Fernando Cunha nega.

A acusação é de que o prefeito estaria perseguindo a mãe do vereador, a servidora pública do município, Ilka Galvão, por não renovar a cessão dela junto ao Tribunal Regional do Trabalho, onde ela trabalhava havia 24 anos.
Vereador Igor Targino e o prefeito de Macaíba, Fernando Cunha

O vereador Igor Targino acusa o prefeito Fernando Cunha de perseguir a mãe dele. Segundo o parlamentar, o gestor municipal teria condicionado, através de interlocutores, a renovação da cessão da mãe, Ilka Galvão, para o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), onde ela estava há 24 anos e ocupava o cargo de vice-diretora da 1ª Vara.

De acordo com o vereador, interlocutores do prefeito o procuraram para “resolver a situação de Ilka Galvão”, mediante a adesão do parlamentar à base de Fernando Cunha, na Câmara Municipal de Macaíba. “Me chamaram para fazer parte do grupo dele e, assim, solucionar o impasse com a minha mãe, mas sou oposição e pretendo seguir fiscalizando essa gestão”, denunciou Targino.

“Minha mãe é concursada na Prefeitura, mas há 24 anos estava cedida ao TRT. O prefeito Fernando Cunha está no quarto mandato, e sempre renovou a cessão. Só que agora sou vereador, e da oposição, por cinco meses ele nem fez a renovação nem a pediu de volta”, relatou o vereador, para comprovar a tese dele de perseguição e chantagem política.

Sem a cessão renovada pelo prefeito, a mãe do vereador, Ilka Galvão, deixou o cargo de vice-diretora da 1ª Vara do Trabalho. “O TRT teve que a devolver. Ontem (4/6), ela retornou ao quadro do Município como telefonista”, contou o vereador.

Prefeitura

Em nota enviada ao portalnoar.com pela assessoria de comunicação da Prefeitura de Macaíba, o prefeito nega todas acusações feitas pelo parlamentar e diz que são “acusações infundadas” e que “carecem de veracidade”. Ainda segundo o portal, a Prefeitura afirmou que a mãe do vereador foi devolvida ao quadro municipal pelo TRT e que, por haver defasagem no número de servidores, “a administração optou por manter a senhora Ilka Galvão integrada ao funcionalismo municipal”.

Sobre a acusação de que o vereador teria sido chamado para fazer parte da bancada da situação, a assessoria do prefeito assegurou ao portal que “isso não passa de uma falácia e tentativa de autopromoção do edil”, que “o prefeito nunca cogitou nem jamais autorizou quaisquer pessoa a buscar o apoio do parlamentar” e que “Ilka sempre foi tratada com toda a isonomia possível”. Apesar disso, destaca o portal, ,  sem a cessão renovada pelo município, ela deixou o cargo de vice-diretora da 1ª Vara do Trabalho. Abaixo, assista ao pronunciamento realizado pelo vereador a respeito do caso envolvendo sua mãe: