Rio Grande do Norte firma candidatura para receber convenção nacional da CVC

Evento reúne mais de 1,7 mil agentes de viagens de todo o Brasil.
Governadora Fátima Bezerra, Prefeito de Natal Alvaro Dias, Secretária de Turismo do RN Ana Maria Costa e contou com participação do Secretario de Turismo de Natal Fernando Fernandes, Diretor da Fecomércio-RN George Costa e do Presidente da ABIH-RN José Odécio(Foto: Demis Roussos/ASSECOM)

Governo do RN/ASSECOM

O Rio Grande do Norte é um dos candidatos a receber a convenção da operadora de viagens CVC em fevereiro de 2020. A candidatura foi confirmada após reunião entre Governo do RN, Prefeitura do Natal, Fecomércio-RN e Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN). A escolha do local será divulgada pela empresa no próximo dia 15.

A previsão é de que o evento da CVC reúna mais de 1700 agentes de viagens de todo o Brasil. O encontro também é disputado por estados como Ceará, Alagoas e São Paulo. De acordo com a governadora Fátima Bezerra, a parceria é importante não só para esta concorrência pelo encontro da operadora de viagens. “Este trabalho conjunto é vital para o desenvolvimento do turismo no nosso estado, diminuindo as dificuldades que enfrentamos do ponto de vista financeiro e divulgando ainda mais o Rio Grande do Norte como destino”, afirmou.

A candidatura do RN surge da parceria entre Governo, Prefeitura de Natal e as entidades privadas. A ideia é de que o evento ainda conte com parceiros como a Assembleia Legislativa, a Câmara Municipal de Natal, o Sebrae e a Confederação Nacional do Comércio (CNC). Dados do trade turístico apontam que Foz do Iguaçu, por exemplo, aumentou o seu fluxo de turistas em 40% após receber a convenção em 2017.

Para o prefeito de Natal, Álvaro Dias, o trabalho para incrementar o turismo de eventos no RN precisa ser cada vez mais desenvolvido, principalmente a partir da utilização do Centro de Convenções. “Para isso a parceria entre Governo e Prefeitura é essencial, vendendo o destino não só nesse ponto, mas também na cultura, investindo nos nossos museus”, pontuou Álvaro.

O planejamento é de que o evento da CVC seja concentrado no Centro de Convenções, envolvendo também o Museu da Rampa ­– obra que será finalizada pelo Governo do RN ainda este ano – e o encerramento na Arena das Dunas. “Já conversamos com a Arena para que ela também entre como parceira nossa nessa disputa por esse evento de porte nacional”, explicou a secretária de turismo do RN, Ana Maria Costa.

A reunião ainda contou com a participação do secretário de turismo de Natal, Fernando Fernandes; o diretor da Fecomércio-RN e coordenador da Câmara Empresarial do Turismo, George Costa; e o presidente ABIH-RN, e José Odécio.

Deputado João Maia: “Preços de passagens aéreas prejudicam turismo no RN”

Em sua primeira reunião deliberativa do ano, a Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) aprovou requerimento do deputado João Maia para debater as diferenças de preços de passagens aéreas entre as diferentes regiões do Brasil
(Foto: Reprodução/Internet)

Por Anna Ruth Dantas, Política em foco

Em sua primeira reunião deliberativa do ano, a Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) aprovou requerimento do deputado João Maia para debater as diferenças de preços de passagens aéreas entre as diferentes regiões do Brasil. “Algumas capitais do Nordeste, em especial Natal, sofrem com tarifas exorbitantes, que quase inviabilizam o turismo local, tanto que a Associação Brasileira de Agências de Viagens denuncia que o Rio Grande do Norte tem sido o destino mais caro do Brasil”, criticou o presidente da CDC.

Com isso, os ramos de hotelaria, alimentação, inclusive pequenos e médios empresários e trabalhadores informais que sobrevivem das atividades de atendimento aos turistas estão arcando com prejuízos crescentes. Maia disse ainda que a possível aquisição da Avianca pela Azul deve agravar ainda mais o problema, pois as opções de voos se reduzirão de quatro empresas para três. “Sabemos que a concorrência é um dos pontos que garantem preço baixo e qualidade para o consumidor. Por isso, menos alternativas para o passageiro é algo tão preocupante”, destacou.

          Na reunião de hoje, foram aprovados ainda diversos requerimentos de audiência para discutir os aumentos das tarifas de energia elétrica, a atuação das agências reguladoras e uso indiscriminado de agrotóxicos.