Deputado João Maia reedita projeto de lei para incluir nova rodovia que ligaria o Rio Grande do Norte e Paraíba

A nova rodovia federal terá função preponderante na circulação de bens e serviços para todas essas cidades, e possibilitará o alargamento das fronteiras dos municípios envolvidos, além de garantir mobilidade mais expressa para a população.
 (Foto: Assessoria/Deputado João Maia)

Facebook João Maia

Reeditamos o PL n° 7.271, de 2014, de nossa autoria, que foi arquivado em 2015. Este projeto, pretende incluir no Plano Nacional de Viação (PNV), uma nova ligação rodoviária entre, os estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte. O traçado da nova rodovia, começa no entroncamento da BR-427 com a RN-086, e segue utilizando essa rodovia estadual em direção às cidades potiguares de Parelhas, Santana do Seridó, e Equador, atravessando toda a divisa do Estado da Paraíba, e com mais 5 quilômetros de extensão, finalizando no entroncamento com a BR-230, bem próximo da cidade paraibana de Junco do Seridó.

A importância da federalização do trecho rodoviário em questão, justifica-se pelo restabelecimento de melhores condições de trafegabilidade, por meio da ampliação da atual largura da via e da construção de acostamento em trechos onde eles são inexistentes. Deve-se considerar que as más condições da rodovia aumentam o risco de acidentes e constituem fator que impede o desenvolvimento econômico da região, uma vez que a rodovia é responsável pelo escoamento de diversas riquezas do Seridó.

A nova rodovia federal terá função preponderante na circulação de bens e serviços para todas essas cidades, e possibilitará o alargamento das fronteiras dos municípios envolvidos, além de garantir mobilidade mais expressa para a população. Muitos outros benefícios são esperados em função de melhor acessibilidade das condições de escoamento dos produtos locais e os impactos positivos no incremento e competitividade da economia regional.

Além disso, a melhoria das condições da via poderá proporcionar redução dos custos operacionais dos veículos, dos preços dos fretes e do tempo de viagens, além de aumentar as condições de conforto e segurança de operadores e usuários.

Nove pessoas ficam feridas em acidente na entrada de Touros

Dois carros bateram de frente no início da tarde desta sexta-feira (21).
Nove pessoas ficam feridas em acidente na RN-064, próximo ao município de Touros (Foto: Cedida)

G1 RN

Nove pessoas ficaram feridas em um acidente que aconteceu no início da tarde desta sexta-feira (21), na RN-064, próximo ao município de Touros, no litoral Norte do Rio Grande do Norte. Segundo a Polícia Militar, dois veículos de passeio bateram de frente na altura da Lagoa do Boqueirão. As circunstâncias do acidente ainda serão investigadas.

Em um dos veículos estavam sendo transportadas seis pessoas, sendo duas crianças, todas da mesma família. Um dos passageiros, um homem, foi arremessado para fora do carro com o impacto da batida. Ele foi socorrido em estado grave pelo Samu, mas deu entrada no Pronto-Socorro Clóvis Sarinho consciente, de acordo com familiares que estavam no hospital. Uma das crianças também foi socorrida em estado grave.

No outro carro havia pelo menos três pessoas, que também ficaram feridas e precisaram de socorro. A Polícia Militar não soube informar se alguma vítima estava em estado grave.

Segundo o serviço de informações do Hospital Municipal Ministro Paulo de Almeida Machado, em Touros, duas pessoas foram encaminhadas à unidade de saúde com ferimentos leves. Eles não precisaram de internação e devem ser liberadas nas próximas horas.

A Polícia Civil de Touros deve investigar o que provocou a batida entre os veículos.

Tentando enganar o eleitor: Marília compara dois institutos diferentes para criar uma realidade que não existe

Marília é a mais rejeitada entre os pré-candidatos (Foto:Reprodução/Blog do BG)

A ex-prefeita Marília Dias não aprendeu com suas derrotas e continua cometendo os mesmos erros do passado, tentando ludibriar o cidadão macaibense.

Quem não lembra daquela pesquisa divulgada nas vésperas da eleição de 2016 que apontava “a grande virada de Marília contra Fernando”?.

Naquela época, a única coisa que virou foi o juízo da ex-prefeita, pois quando saiu o resultado das urnas, a derrota que ela sofreu foi de quase 2 mil votos.

Quatro anos depois,  lá vem ela de novo com essa lorota de “virada” e ainda mais fazendo comparações de pesquisas realizadas por institutos diferentes.

A única coisa que parece fazer sentido nessa pesquisa é rejeição da ex-prefeita, que continua sendo a maior de todos os pré-candidatos.

Preço de medicamentos hospitalares sobe 16% na pandemia

Aumentos foram provocados pelo câmbio e demanda
Foto: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

Agência Brasil

O preço dos medicamentos vendidos aos hospitais do país subiu 16,4% durante os cinco primeiros meses da pandemia da covid-19 no Brasil, de março e julho. Os dados, divulgados hoje (20), são do Índice de Preços de Medicamentos para Hospitais (IPM-H), da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e da Bionexo.

Segundo o levantamento, a alta foi impulsionada por três grupos de medicamentos utilizados no tratamento de pacientes com a covid-19: suporte ao aparelho cardiovascular, com elevação de 92,6%; sistema nervoso, de 66%; e aparelho digestivo e metabolismo, de 50,4%. Os aumentos principais foram de remédios relacionados a analgesia, anestesia, suporte ventilatório e suporte vital.

Também apresentaram aumento expressivo os preparados hormonais sistêmicos, de 21,8%, e do sistema musculoesquelético, de 18,2%, utilizados nas unidades de terapia intensiva (UTI).

“Entre os fatores que contribuíram para o aumento dos preços observado pode-se destacar dois. O primeiro deles, que tem impacto abrangente, foi a desvalorização cambial, que afeta o preço de medicamentos e insumos cujos mercados estão atrelados à moeda estrangeira. O segundo aspecto, mais específico, foi o aumento brusco da demanda das unidades de saúde por medicamentos associados aos cuidados dispensados aos pacientes da covid-19, principalmente aqueles em estado mais grave”, disse o coordenador de pesquisas da Fipe, Bruno Oliva.

Julho

Em julho, o preço dos remédios hospitalares registrou um avanço de 1,74%, resultado que representa uma aceleração menor em relação à variação observada no mês anterior, de 4,58%. No acumulado do ano, de janeiro a julho, o índice registra alta de 18,72%.

De acordo com a Fipe, entre os motivos que podem ter contribuído para a aceleração menor no último mês estão a estabilização da taxa de câmbio, a reestruturação gradual das condições de mercado, a queda dos casos de covid-19 nos grandes centros urbanos do país, e a readequação, ainda que parcial, das condições de oferta após o choque inicial.

Após morte de PM com suspeita de Covid-19, associações cobram medidas preventivas em curso de formação no RN

Cabo de 45 anos passou mal durante instrução de educação física no curso de formação de sargento.
Curso de formação para sargento da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi)

G1 RN

Depois que um aluno do curso de formação de sargentos da Polícia Militar do Rio Grande do Norte morreu, nessa quarta-feira (19), com suspeitas de Covid-19, entidades que representam policiais cobraram medidas de segurança nas avaliações presenciais.

O cabo Samuel Victorino de Lima, de 45 anos, passou mal durante uma instrução de educação física, na sexta-feira passada, e foi direto para um hospital particular de Natal. Com o pulmão comprometido, ele não resistiu.

De acordo com as associações, o curso reúne 840 alunos. As estidades se dizem preocupadas com o contágio do novo coronavírus entre esses policiais que estão se capacitando para serem promovidos.

“Não somos contra a suspensão do curso, mas já que foi decidido que teriam avaliações presenciais é preciso que sejam tomadas medidas de segurança. Tem que testar os alunos e garantir o distanciamento entre eles nas atividades”, disse o sargento Marcos Sousa, presidente da Associação de Praças da PM e do Corpo de Bombeiros no Seridó.

O cabo Victorino entrou na PM em 2004 e foi promovido a cabo em 2016. Atualmente era cerimonialista e trabalhava na comunicação da corporação.

Em nota, a Polícia Militar destacou que o cabo tinha a “voz grave da polícia militar”, marcante nas locuções e solenidades oficiais. O comunicado também destacou que o policial deixou esposa e dois filhos.

Sobre a cobrança das associações por medidas de segurança contra o novo coronavírus no curso de formação, a PM informou que a resposta deve vir do comandante geral, o coronel Alarico Azevedo, que viajou nesta quinta para o interior. Ele acompanhará a visita do presidente da República a Mossoró, marcada para esta sexta (21).

Deputados derrubam veto ao uso obrigatório de máscara em escola e comércio; falta votação de senadores

Projeto que previa uso obrigatório foi aprovado pelo Congresso e vetado por Bolsonaro; partidos fizeram acordo pela derrubada. Se senadores confirmarem decisão, uso passa a ser obrigatório.
Presidente Jair Bolsonaro e Presidente da Câmara Rodrigo Maia (Foto: Reprodução/Internet)

G1 Brasília

Os deputados decidiram nesta quarta-feira (19), em sessão conjunta do Congresso Nacional, derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro a um trecho do projeto que obriga o uso de máscara em escolas, comércio, instituições de ensino, igrejas e templos.

Por se tratar de sessão do Congresso, ainda falta a votação por parte dos senadores, prevista para a tarde desta quarta. A sessão é feita de forma remota. Se os senadores confirmarem a derrubada, o uso das máscaras em comércios e escolas passará a ser obrigatório

O projeto que previa o uso obrigatório foi aprovado em junho pelo Legislativo. Ao sancionar a lei, em julho, Bolsonaro justificou que o ponto sobre escolas, comércios e igrejas incluía “demais locais fechados em que haja reunião de pessoas”, o que, no entendimento do governo, poderia ser considerado violação de domicílio (relembre no vídeo abaixo).

As autoridades internacionais de saúde e os especialistas da área recomendam o uso de máscara como forma de prevenir a disseminação do novo coronavírus.

Houve um acordo prévio entre os partidos, e o veto do presidente foi derrubado por 454 votos a 14 contrários (houve uma abstenção).

Veja mais aqui

José Dias solicita abertura de mais um centro cirúrgico no hospital de Macaíba

O parlamentar apresentou requerimento solicitando a abertura do segundo centro cirúrgico na unidade de saúde.
Foto: Reprodução/ALRN

Por Assembleia Legislativa RN

O deputado José Dias (PSDB) voltou a falar nesta quarta-feira (19), durante sessão ordinária por videoconferência na Assembleia Legislativa, sobre a situação do Hospital Regional Alfredo Mesquita Filho, localizado em Macaíba. O parlamentar apresentou requerimento solicitando a abertura do segundo centro cirúrgico na unidade de saúde.

“A situação é mais grave do que imaginamos. Para que o centro cirúrgico funcione são necessários materiais e equipamentos que custarão em torno de R$ 100 mil, mas isso não significa nada para o poder público. Houve transferência de recursos federais para os estados e municípios e o Governo do Estado não pode negar”, disse José Dias.

O parlamentar destacou que o hospital iniciou as suas cirurgias eletivas em 2016, tendo realizado 300 pequenos procedimentos e 19 cirurgias eletivas, de hérnia e vesícula. Ainda de acordo com José Dias, Macaíba tem déficit de mais de 1.397 cirurgias gerais e 2.528 pequenos procedimentos. “Mesmo considerando o tamanho do município, é um número alarmante, mas como se pensa em coronavírus, tal situação parece que não significa nada”, desabafou o parlamentar.

José Dias disse que o Governo do Estado pode destinar o valor (de R$ 100 mil) a partir de suas emendas parlamentares. “Farei o procedimento legal para a Secretaria Estadual de Saúde e espero sensibilidade do Governo para resolver esse problema que atinge Macaíba e grande Natal”, finalizou o deputado.

Ezequiel Ferreira propõe frente parlamentar de apoio à micro e pequenas empresas

A Frente Parlamentar será uma forma de apoio da Assembleia Legislativa aos segmentos que são as maiores fontes geradoras de emprego e renda e de inclusão.
Foto: Reprodução/ALRN

Por Assembleia Legislativa RN

O presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB), deu entrada em um requerimento para criar temporariamente, no âmbito do legislativo estadual, a Frente Parlamentar de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Rio Grande do Norte. Para compor a Frente foram indicados os nomes dos deputados Kleber Rodrigues (PL), Gustavo Carvalho (PSDB), Galeno Torquato (PSD), Francisco do PT e Hermano Morais (PSB).

“A Frente terá caráter suprapartidário e reúne parlamentares desta Casa comprometidos com o ideal de acompanhar os processos legislativos e outras atividades que apresentem relação, direta ou indireta, com a questão das microempresas, empresas de pequeno porte, e aos microempreendedores individuais”, justificou o presidente. Ele acrescentou que a Frente irá atuar em conjunto com a sociedade civil organizada, no apoio a políticas públicas, programas e ações governamentais e não-governamentais.

De acordo com o requerimento, a Frente Parlamentar será uma forma de apoio da Assembleia Legislativa aos segmentos que são as maiores fontes geradoras de emprego e renda e de inclusão. “Desse modo, entendemos ser de extrema importância para o Estado do Rio Grande do Norte, a criação, em caráter temporário, da Frente Parlamentar de apoio às micro e pequenas empresas”, ressaltou o presidente.

Dados do Sebrae mostram que as micro e pequenas empresas correspondem a 98% das empresas brasileiras, representando 22% do PIB nacional e gerando 60% dos empregos formais. Porém, mesmo amparadas pela Lei Complementar Federal nº 123/06, que favorece as microempresas e empresas de pequeno porte, estes empresários ainda enfrentam ‘graves entraves’ no que se refere a financiamentos e acesso a compras governamentais.

Viabilizado pelo Consórcio Nordeste, RN confirma convênio de R$600 mil nesta quarta-feira

O evento online será nesta quarta(19)

Por Governo RN

O Governo do RN, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e a da Agricultura Familiar (Sedraf) e Universidade do Estado do RN (UERN) firma, nesta quarta- feira (19), convênio com o Fundo Nacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), via Universidade Federal de Viçosa, para a elaboração do Sistema de Informação Regional da Agricultura Familiar (Siraf/NE). O convênio, no valor de R$609 mil, prevê o desenvolvimento do Sistema por parte da instituição estadual de ensino. O evento, que contará com a participação de governadores dos estados do Nordeste, terá transmissão ao vivo pelo canal do Fórum dos Gestores e Gestoras da Agricultura Familiar do Nordeste, no Youtube, às 16h.
O Siraf/NE é um portal regional que sistematizará a oferta dos produtos da agricultura familiar existentes na Região Nordeste. Além de facilitar o acesso e qualificar as informações de mercado, agilizando os processos de compras governamentais e abrindo novos canais de comercialização com o setor privado, contribuirá com o fortalecimento das cooperativas e associações da agricultura familiar, que serão responsáveis pela alimentação de sua base de dados, dando visibilidade à diversidade dos seus produtos e ao volume de sua produção.
“Estamos muito felizes em saber que a nossa experiência com o Portal de Compras Governamentais da Agricultura Familiar, o Portal Pecafes, nos deu base para propor para o Consórcio Nordeste o desenvolvimento de um sistema que organiza a oferta de produtos da agricultura familiar de toda a região Nordeste, o Siraf, que, assim, como o nosso Portal, também será desenvolvido pela UERN”, falou o secretário de Agricultura Familiar, Alexandre Lima. De acordo com o titular, o valor do convênio será investido em equipamentos de Tecnologia da Informação (TI) e em bolsas para os alunos, professores e profissionais de TI da instituição.
Na ocasião, será lançado o Programa de Alimentos Saudáveis do Nordeste (PAS/NE), uma estratégia do Fórum com o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste, com a finalidade de fortalecer e expandir a agricultura familiar, construída em diálogo com os movimentos sociais e a sociedade civil organizada. Sua implantação está se dando de forma progressiva, a partir das diferentes possibilidades dos governos estaduais, mas cada avanço é compartilhado no ambiente do Fórum, permitindo que sejam replicados, de forma colaborativa.
O evento contará com a participação de governadores da Região, dos secretários estaduais responsáveis por essas políticas, de técnicos e dirigentes dos Governos Estaduais, lideranças e assessores dos movimentos sociais e organismos internacionais.
Serviço:
O quê: Lançamento do Programa de Alimentos Saudáveis do Nordeste (PAS/NE) e o Sistema de Informação Regional da Agricultura Familiar (SIRAF/NE)
Quando: 19 de agosto de 2020, às 16h
Onde: Canal Fórum dos Gestores e Gestoras da Agricultura Familiar do Nordeste, no Youtube.

CCJ presidida por Kleber Rodrigues apresenta balanço positivo durante pandemia

De fevereiro até o início de agosto foram pautados 350 projetos de Lei. Desses, 243 foram efetivamente deliberados pelos membros da CCJ e apenas 24 rejeitados pela Comissão. 

Mesmo com o cenário completamente adverso, a exigência de distanciamento social e a consequente realização das sessões por videoconferência, a Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte apresentou um índice de produtividade com projetos de lei pautados e efetivamente deliberados.

De fevereiro até o início de agosto foram pautados 350 projetos de Lei. Desses, 243 foram efetivamente deliberados pelos membros da CCJ e apenas 24 rejeitados pela Comissão.

O presidente da CCJ, deputado estadual Kleber Rodrigues (PL), manteve a frequência e o comando dos trabalhos. “Nosso trabalho é pautado pelo clamor da população potiguar e suas demandas urgentes mesmo em tempos de pandemia. Foi esse o nosso foco”, disse.

Ele lembrou ainda que alto índice de projetos analisados foi alcançado com a ajuda de todos os membros. “Os deputados atenderam nosso chamado para relatar e votar projetos que garantam a qualidade de vida dos potiguares e o desenvolvimento ao nosso Estado.” Ressaltou o parlamentar.