Vereador Emídio questiona secretários municipais sobre cursos profissionalizantes em Macaíba

Vereador Emídio Jr. (Foto: Édijos Brasil/CMM)

Em sua participação na audiência pública de hoje (30) para tratar sobre desenvolvimento econômico de Macaíba, dentre outras coisas, o vereador Emídio Jr. demonstrou preocupação em relação à qualificação dos jovens macaibenses. Ao Macaíba News, Emídio falou um pouco sobre o seu pronunciamento.

“Questionei aos secretários presentes a respeito de cursos profissionalizantes. Porém, a minha pergunta foi respondida usando como exemplo a Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) e uma futura escola técnica, que será construída em Mangabeira. Tudo bem, mas o problema é que tanto a EAJ como essa escola que ainda será construída têm como foco cursos técnicos e não cursos profissionalizantes, que são aqueles cursos de menor durabilidade, como carpinteiro, pedreiro, mecânico, eletricista, manicure e pedicure, etc. É preciso disponibilizar esses cursos também”, afirmou.

De acordo com o vereador, além de uma menor durabilidade, outra vantagem dos cursos profissionalizantes é empregabilidade.

“A empregabilidade dos cursos profissionalizantes é muita alta, além de proporcionar que o cidadão seja reintegrado o mais rápido possível ao mercado de trabalho, uma vez que a maioria dos cursos profissionalizantes duram, em média, de dois à três meses, enquanto que cursos técnicos duram cerca de dois anos”, disse.

Além disso, Emídio justifica a sua preocupação baseado na realidade vivida pelos jovens da cidade, sobretudo aqueles do interior, onde as coisas, naturalmente, são mais difíceis.

“Muitos jovens de nossa cidade estão com os estudos atrasados, sobretudo os da zona rural. A pergunta é: como esses jovens irão ter acessos a cursos técnicos se eles ainda não concluíram o ensino médio? Portanto, a alternativa para qualificar esses jovens e inseri-los no mercado são os cursos profissionalizantes, que não exigem diploma de ensino médio como pré-requisito de inscrição”, finalizou.