Condenada por desvio de R$ 14 milhões do TJRN deixa prisão

Carla Ubarana e seu marido George Leal. Casal é condenado à prisão por ter participado de esquema que desviou 14 milhões do Judiciário potiguar (Foto: Reprodução/Youtube)

OP9

Carla Ubarana, condenada à prisão por um esquema que desviou R$ 14 milhões do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), ganhou liberdade nesta segunda-feira (29). Ela deixou o Complexo Penal João Chaves por volta das 11h pela ala masculina e não falou com a imprensa.

Ela e seu companheiro George Leal, que também foi condenado por participação nos desvios de precatórios do TJRN, foram beneficiados com o indulto. George Leal já estava em liberdade assistida, mas agora poderá deixar de usar tornozeleira eletrônica. O caso veio a público em 2012, durante a Operação Judas.

Em 2013, os dois foram condenados por fraudes na divisão de Precatórios do TJRN. Segundo a denúncia do Ministério Público, Carla encabeçava um esquema que desviou, de acordo com a sentença, R$ 14.195.702,82 do TJ.

O ato de clemência foi concedido após assinatura do ex-presidente Michel Temer em 2017, que flexibilizou o perdão de pena a condenados por crimes de corrupção.