Olavo de Carvalho dá seis meses para o governo acabar “se continuar assim”

Olavo de Carvalho, filósofo brasileiro de extrema direira, influenciadoor de Bonsonaro e seus filhos

Do Agora RN

O filósofo de extrema direita, Olavo de Carvalho, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro está de mãos amarradas por militares próximos com “mentalidade golpista” e advertiu sobre a necessidade de uma mudança de rumo para o governo não acabar daqui a seis meses.

Segundo o jornal Valor Econômico, ele chamou os militares, que considera associados à “mídia oposicionista”, como um “bando de cagões”.

Depois da apresentação de um documentário sobre suas ideias no Trump International Hotel, em Washington, Olavo foi perguntado sobre sua avaliação do governo Bolsonaro.

Sua resposta: ” Se tudo continuar como está, já está mal. Não precisa mudar nada para ficar mal. É só continuar assim. Mais seis meses, acabou”.

Ainda segundo Olavo, considerado um grande guru do presidente e de seus filhos, Bolsonaro “é um grande homem, mas está sozinho e cercado por traidores fardados.

Ele disse o seguinte: “Ele (Bolsonaro) não escolheu 200 generais. Foram 200 generais que o escolheram. Esse pessoal quer restaurar o regime de 1964 sob um aspecto democrático. Eles estão governando e usando o Bolsonaro como camisinha .

Olavo mirou com suas declarações especificamente o vice-presidente Hamilton Mourão, sobre o qual já havia falado mal antes. E insistiu:

“Se não é um golpe, é uma mentalidade golpista”.

Perguntado se falará sobre esse assunto com Bolsonaro no jantar deste domingo, quando ele desembarca nos EUA para um encontro com o presidente Trump, na residência do embaixador brasileiro em Washington, Olavo disse que esse não é o ambiente adequado.

Sobre a crise no Ministério da Educação, fez questão de mostrar distanciamento dos episódios envolvendo o ministro Ricardo Vélez Rodríguez ao afirmar que só teve duas conversas até agora com Vélez.